segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

EXTRA! EXTRA! DILMA RENOVA CONTRATO COM PAI DO MINISTRO BARROSO

É insustentável a permanência  do Ministro Luís Roberto Barroso no Supremo Tribunal Federal. Mesmo se utilizando do site chapa branca 247 – financiado pelo governo federal e denunciado na operação Lava Jato – para tentar justificar a “pataquada” cometida em seu voto no julgamento da admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma, estão “a pipocar”, a todo o momento,  informações não recomendáveis a vida pessoal e profissional de um Ministro da mais alta Corte do País.
As duas manchetes: 
Agora, no final do domingo, dia 03, o site Vetor publica:

Governo Dilma renovou dia 29/12 contrato com empresa de pai do Ministro Barroso do STF 12 dias após decisão sobre o Impeachment.


No dia 31 de dezembro de 2015 publicamos sobre sobre a Offshore de Tereza Cristina Van Brussel esposa do Ministro Luis Roberto Barroso nos Estados Unidos e sobre as empresas que o ministro ainda responde exclusivamente, trouxemos também a esposa do Ministro compartilhando vídeo que acaba por convocar a  população a se manifestar favoravelmente pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff  Agora vamos aprofundar sobre as relações diretas e indiretas da família barroso com o Governo.
É de conhecimento e foi publicado que na data que na sua posse o Ministro permanecia perante a Receita Federal como sócio da empresa Luis Roberto Barroso CNPJ 39.093.331/0001-59 e que após a sua posse a Luis Roberto Barroso teria fechado um contrato de R$ 2 milhoes de reais com a Eletronorte em 12 de agosto de 2013. A época alegaram que o Ministro teria se retirado da sociedade em 20 de junho de 2013 e que ele tomou posse somente no dia 26 de junho de 2013, informaram ainda que tinham registrado na OAB a alteração em data de 08 de julho de 2013, após isso que iriam registrar na Receita Federal. A informação dada pelo escritório que a nova razão social era  Barroso Fontelles, Barcellos, Mendonca & Associados – Escritorio de Advocacia com sede no Rio de Janeiro e quem iria responder pelo escritório era RAFAEL BARROSO FONTELLES.que mantém outra empresa com o mesmo nome em Brasilia com o CNPJ 10.866.368/0001-90, já essa empresa não era a do contrato com o Governo.

Porém nunca apresentaram documentos sobre todas essas declarações, porém jamais acreditaríamos que houvesse algo de ilegal, apesar de ser imoral.
Continuamos a acompanhar como seguiria a relação ao tal contrato e quem eram os sócios do referido escritório, que mantém contrato com o Governo.
Verificamos que no DOU de 09 de outubro de 2014 o contrato foi renovado, porém quem assinou foi uma pessoa simplesmente como o nome de “KARIN “pela contratada, totalmente atípico não ter sobrenome, porém em consulta o site da Receita Federal consta  Karin Basilio Khalili Dannemann como administradora no quadro de Sócios e Administradores – QSA, acreditamos que seja ela a tal Karin que consta sem sobrenome no Diário Oficial.


Com todas essas coincidências nos chamou a atenção que mesmo Luis Roberto Barroso Ministro do STF saindo da sociedade seu pai ainda continua sócio da contratada da Eletronorte.


O Ministro inclusive já atuou em processos da CENTRAIS ELÉTRICAS DO NORTE DO BRASIL S/A – ELETRONORTE no STF http://www.stf.jus.br/portal/jurisprudenciaRepercussao/verAndamentoProcesso.asp?incidente=2674915&numeroProcesso=599628&classeProcesso=RE&numeroTema=253
Realmente é estranho que após decisão polemica do STF e nao na data-base do contrato seja renovado o contrato da empresa do pai do Ministro com o Governo Dilma, porém o quem vem pela frente e ainda mais promiscuo de tudo o que já foi apresentado até agora. O Ministro não pode esquecer do ditado propagando através dos séculos após um grande escandalo em Roma.
“À mulher de César não basta ser honesta, deve parecer honesta”
Diário Oficial da União do dia 29 de dezembro




http://vetorm.com/?p=583

fonte: http://cristalvox.com.br/2016/01/03/extra-extra-dilma-renova-contrato-com-pai-do-ministro-barroso/

GOVERNOS DO LULA E DA DILMA JÁ TORRARAM R$ 8,3 BILHÕES NOS ÚLTIMOS 12 ANOS COM PAGAMENTO DE DIÁRIAS A FUNCIONÁRIOS

Os governos do PT torraram R$ 8,3 bilhões nos últimos 12 anos com o pagamento de diárias a servidores do Executivo federal. A farra iniciou em 2004 quando o ex-presidente Lula distribuiu R$ 385,6 milhões logo no segundo ano de mandato e continuou até atingir R$ 1,08 bilhão em 2010. Dilma assumiu e não fez questão de estancar a sangria de grana pública. Torrou R$ 702,5 milhões em 2011 e R$ 1,03 bilhão em 2014.
A marca de R$ 100 mil embolsados com diárias durante um ano foi atingida ou superada por 72 felizes servidores dos governos petistas.
Campeão absoluto no recebimento de diárias, Bernardo Vertamatti (Ministério de Ciência e Tecnologia) levou R$ 508 mil de 2012 a 2014.
Só o projeto do satélite brasileiro, aquele que caiu no mar, consumiu mais de R$ 2,3 milhões em diárias com servidores enviados à China. Da coluna Cláudio Humberto/Diário do Poder






fonte: http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2016/01/governos-do-lula-e-da-dilma-ja-torraram.html

A autocrítica malandra de Jaques Wagner - Parece que o picareta do Jaques Wagner se olhou no espelho e viu o Retrocesso em si, óhhhh que grande descoberta Mister filósofo Jaques Wagner.

E aquele papo do vagabundão Mega Cafajeste Velhaco Sapiens
"sinto cheiro de retrocesso no ar"? Parece que o picareta do Jaques Wagner se olhou no espelho e viu o Retrocesso em si. Resta saber se a metodologias antigas se refere ao manual das mentiras do Comunismo ou do Nazismo. Eurekaaa!!! Então os coxinhas não são o retrocesso?! óhhhh que grande descoberta Mister filósofo Jaques Wagner.

Pela segunda vez na mesma semana, o ministro de Dilma aponta supostos erros do PT. No entanto, chama o processo de afastamento da presidente de “impeachment de tapetão” atribuindo à impopularidade de Dilma os argumentos do pedido protocolado na Câmara. ˜Impopularidade não é crime”, diz Jaques Wagner. Não, ministro, impopularidade é consequência dos crimes cometidos pela presidente que levaram o país ao abismo e fizeram o povo desacreditar em Dilma. O impeachment, para informação do ministro, está muito bem fundamentado juridicamente e tem como base as “pedaladas fiscais” já identificadas e reconhecidas pelo TCU. E o que dizer de uma presidente que ganhou a eleição na base da mentira, cometendo estelionato contra o povo?



Em editorial, o Estadão mostra como "na gramática petista", o sujeito é sempre oculto por elipse, justamente para tentar esconder a responsável pela dramática situação vivida pelo país: Dilma Rousseff.
O jornal se detém sobre as falas de Jaques Wagner, como no seguinte trecho:
"Mas a farsa do ajuste fiscal – que não foi feito na dimensão necessária porque Dilma nunca o bancou para valer – serve bem aos propósitos populistas dos petistas. 'Já cortamos neste ano mais de R$ 130 bilhões, entre programas e despesas. Mas chega um ponto em que, se você cortar mais, vai matar o paciente', disse Wagner. E ele foi didático: 'Tem seca no Nordeste, tem enchente no Sul, tem zika vírus com microcefalia, tem que gastar dinheiro para combater o mosquito. Isso tudo é dinheiro, o que vou fazer? Vou dizer para o cara: "Amigo, você está com microcefalia, mas meu ajuste fiscal diz que não posso lhe dar dinheiro, morra". Não pode ser assim'."
Para os petistas, portanto, ajuste fiscal significa deixar morrer os doentes nos hospitais negando-lhes atendimento por economia de recursos, como se o dinheiro já não faltasse em razão justamente da irresponsabilidade dos governantes, a começar pela própria presidente Dilma Rousseff. Que ninguém se engane: a 'autocrítica' malandra que Jaques Wagner ensaiou, calculada para dar a impressão de que vem aí uma nova fase no governo, nada mais foi do que um pretexto para reafirmar as mesmas crenças que empurraram o País para o abismo."

fonte: http://www.oantagonista.com/posts/a-autocritica-malandra-de-jaques-wagner?utm_content=buffer76222&utm_medium=social&utm_source=facebook.com&utm_campaign=buffer


PT reproduziu metodologias antigas e se lambuzou, diz Jaques Wagner

 Chefe da Casa Civil da presidente Dilma Rousseff, Jaques Wagner, 64, disse, ao avaliar os efeitos da Operação Lava Jato sobre o PT, que seu partido "errou" ao não fazer a reforma política e "acabar reproduzindo metodologias" antigas da política brasileira.

O resultado, afirmou, é que o PT, "que não foi treinado para isto", encarnou o ditado: "Quem nunca comeu melado, quando come, se lambuza".
Em entrevista à Folha, o ex-governador da Bahia avaliou que 2015 foi um ano "duro" e que em 2016 não deve haver crescimento no país.
Wagner fez ressalvas à condução da política econômica pelo ex-ministro da Fazenda Joaquim Levy, a quem atribui uma obsessão pelo ajuste sem mostrar para onde o país iria. Segundo o petista, agora é preciso "modular" o ajuste com propostas que apontem para o desenvolvimento.
Ele disse que o governo conseguirá "enterrar" o impeachment.
*
Folha - O governo começou o ano falando em crescimento e vai acabar com retração de quase 4%, inflação em dois dígitos e juros altos. 2015 foi um ano perdido?
Jaques Wagner - Foi um ano difícil. Não conseguimos compactar a base de sustentação ao governo no Congresso, a crise da economia mundial repercutiu aqui, assim como repercutiu os ajustes que precisamos fazer no começo do ano por conta das medidas de 2013 e 2014.
O ajuste foi exagerado?
Se tivesse feito menos teria conseguido segurar o nível de emprego que seguramos? O senso comum é que exageramos nas desonerações e na equalização de juros para investimentos. Mas as pessoas só olham para as consequências negativas das medidas.
Porque o reflexo foi ruim.
Concordo que foi um ano muito duro, mas não vou dizer nunca que foi um ano perdido. Mas se você apurar só a notícia "não boa", a inflação realmente está onde está, os juros estão lá em cima, o crescimento foi negativo. A foto de final de ano não é boa.
E qual é a culpa do governo?
Não sei se foi erro, mas as medidas contracíclicas tomadas produziram um problema fiscal que ela [presidente Dilma] se impôs consertar. O erro para mim é muito mais da oposição, que fez uma agenda do "impeachment tapetão".
O que o senhor quer dizer?
A impopularidade de Dilma hoje é consequência de que a gente teve que consertar medidas tomadas em 2013 e 2014, que tiveram seu lado positivo e, como tudo na vida, também consequências ruins. Mas nunca teve dolo. A banalização do processo como recurso eleitoral é o "impeachment tapetão", que não é com motivo, é para recorrer do jogo que perdi em campo. Mas isso também será cobrado da oposição, porque impopularidade não é crime.
E qual a saída para isso?
O governo passa por um momento ruim de popularidade e a nossa grande tarefa é começar a retomada da economia. Estamos abertos para fazer um governo de unidade nacional, então quero propor dois temas: a reforma política e a da Previdência.
O impeachment está enterrado?
Nós vamos enterrá-lo.
Na Câmara dos Deputados ou vai precisar do Senado?
Na Câmara. Não tenho dúvida de que a gente vai a 250, 255 votos [Dilma precisa de 171 votos para barrar o pedido de impeachment na Casa].
A operação Lava Jato atingiu o PT em cheio. O partido errou?
Errou ao não ter feito a reforma política no primeiro ano do governo Lula. E aí não mudou os métodos do exercício da política.
Por que o PT se entregou a estes métodos?
Porque ficou usando ferramentas que já eram usadas.
Que tipo de ferramentas?
Do financiamento privado [para campanhas eleitorais] e aí acabou reproduzindo metodologias. Talvez, porque nunca foi treinado para isto, deve ter feito como naquela velha história: "Quem nunca comeu melado, quando come, se lambuza". Quem é treinado erra menos, talvez, né?
O governo vai registrar dois anos seguidos de recessão. O senhor teme que esse quadro leve a um novo enfraquecimento da presidente?
Não tenho bola de cristal. O governo vai tentar resgatar a economia na questão da inflação, da geração de emprego, do crescimento maior ou de um decréscimo menor. O problema da economia não é ter um momento ou dois ruins, é ter horizonte.
O senhor acha que Joaquim Levy exagerou na dose?
Não quero personalizar, porque é óbvio que as coisas têm o arbítrio dela [Dilma]. Mas não sou só eu, tem uma porção de gente que acha que foi apagando o incêndio, e isso era uma obsessão, sem dizer para onde iríamos. Não sei se foi exagerado, mas o momento é de modular.
Modular é suavizar o ajuste?
Modular com medidas que apontem para o crescimento. A meta é menos importante que a credibilidade.
Nelson Barbosa é o melhor quadro para 2016, ano de retomada do crescimento?
Não é retomada, é preparação para a retomada. Não acho que vamos retomar o crescimento em 2016, mas temos que ter um ambiente mais salutar.
O PT emitiu nota pedindo mudanças na economia e criticando a reforma da Previdência.
Este é o DNA do PT e não vai mudar. O PT não é necessariamente refém em tudo do governo, está expressando um pouco o que os movimentos sociais falam.
Qual será o papel do ex-presidente Lula neste período de enfrentamento ao impeachment?
Ele quer que Dilma tenha sucesso. É óbvio que, quando ele vê que ela não está com a popularidade que ele gostaria, fica angustiado. Mas ele nunca pretendeu [interferir].
Como o senhor avalia o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ)?
É um cara determinado. Para mim, o maior erro dele é que ele não foi magistrado na cadeira de magistrado.
E o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL)?
Foi mais equilibrado.


 
fonte: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/01/1725212-o-pt-se-lambuzou-diz-jaques-wagmer-ministro-da-casa-civil.shtml


O PT NÃO TEM CURA!


Dilma Rousseff só terá o apoio dos sindicatos se abandonar as reformas econômicas.
Foi o que disse Sérgio Nobre, da CUT, ao Estadão:
"O País não suporta mais esse receituário econômico, de ajuste. O desemprego subiu e deve continuar subindo, com inflação acima de 10% dificultando todas as negociações salariais. É claro que a Previdência precisa ser discutida, mas não é um quadro urgente. Espero que o governo não cometa o erro fatal de defender reformas previdenciárias e trabalhistas num cenário tão difícil como esse começo de 2016".
Na verdade, trata-se de um jogo de cena.
Dilma Rousseff não fez um ajuste fiscal. Pelo contrário: ela produziu o maior rombo nas contas públicas de todos os tempos.
Além disso, ela nem pensa em aprovar uma reforma da Previdência.
Dilma Rousseff e a CUT querem apenas ter a liberdade para gastar, comprando o apoio do Congresso Nacional e do eleitorado até a volta de Lula, em 2018.
A Economist disse que a crise brasileira é irremediável. Irremediável, de fato, é o PT."









PT propõe fim do dinheiro em espécie: até que só coma quem obedeça











Como todos já deveriam saber, a turma ligada ao PT está no poder com a missão de acelerar a degradação do País, entregando todos os setores e recursos em baixa para as organizações transnacionais revolucionárias que a sustenta. Ou por qual motivo você acha que gente tão baixa, vil e desqualificada possui as costas tão quentes? Pois é.

Caso seja necessário refrescar a memória do leitor, tanto a Revolução Francesa quanto o Levante Bolchevique - só para citar dois casos -, foram financiados pelas mesmas elites ocultas e famílias dinásticas possuidoras de organizações transnacionais com poder de alcance mundial, e que através de suas bilionárias fundações irradiam dinheiro para uma agenda cultural alegadamente "progressista".
Essa turma não quer só o dinheiro, mas o poder e o controle sobre tudo e todos, de modo a implementar um novo mundo baseado em inspirações ocultas doentias e distorções completas da realidade. Todo o processo se dá por meio dialético e é por isso que a esmagadora maioria da população não compreende a síntese objetivada.
Sendo assim, conforme noticiado pela Rádio Vox (http://goo.gl/BBeilp), o senhor Reginaldo Lopes (na foto com Lula), deputado federal pelo PT de Minas Gerais, honrando os prestimosos serviços marxistas prestados aos socialistas fabianos, apresentou um projeto de lei que visa extinguir a produção, circulação e uso do dinheiro em espécie, determinando que as transações financeiras se realizem apenas através do sistema digital.

Um projeto que talvez agrade alguns inocentes úteis e entusiastas do Bitcoin, que acreditam piamente que a criptomoeda não seja um teste de menor escala para um fim maior, também conhecido como Teste de Choque.

Abaixo, segue um trecho do livro 'A Verdadeira História do Clube Bilderbeg', de Daniel Stulin. O clube nada mais é do que uma reunião anual que define pautas para pessoas com destaque no mundo, de modo a azeitar as engrenagens de uma das "novas ordens mundiais":
CAPÍTULO 4
Para uma sociedade sem dinheiro em papel-moeda

"(...) Logo, na década de 1960, os globalizadores se deram conta de que o mundo não estava mudando suficientemente rápido para seu gosto e decidiram atuar. Em 1962, Nelson Rockefeller apelou à criação de uma Nova Ordem Mundial: "Os temas da atualidade exigem a gritos uma nova ordem mundial, porque a antiga caiu; uma ordem nova e livre luta por emergir à luz... Antes de que pudéssemos nos dar conta, estabeleceram-se as bases da estrutura federal para um mundo livre."
Se a informação dos capítulos anteriores foi alarmante, o que vem a seguir lhe produzirá um calafrio nas costas, porque nos aproximamos das etapas finais da Escravidão Total.
A sociedade sem dinheiro em papel-moeda não é um "novo" conceito, mas um antigo, recuperado pela elite globalizadora para exercer um controle absoluto sobre todos os indivíduos. Em agosto de 1975, o senador americano Frank Church declarou que "o Governo tem capacidade tecnológica para impor uma "tirania total" no caso de que um ditador tomasse o poder. Não existiria um só lugar para ocultar-se".
O dinheiro em metálico nos garante intimidade e anonimato ou, o que é o mesmo, liberdade. Também nos garante independência.
Todos nós poderíamos conseguir que os bancos do mundo quebrassem apenas tirando simultaneamente o dinheiro que temos depositado neles. O dinheiro em papel-moeda também é sinônimo de descentralização. O governo sabe que para controlar, vigiar e seguir a pista da população deve suprimir o dinheiro em efetivo.
Na década de 1960, segundo meu avô ─ um oficial do Serviço Contra Espionagem da KGB ─, este órgão formulou um plano que consistia na introdução de um cartão de crédito no sistema para assim poder efetuar com facilidade o rastreamento tanto das pessoas, como do dinheiro.
Para sua desgraça, embora felizmente para o resto da população, havia um inconveniente de caráter prático em todo este assunto. Naquela época, as lojas russas, se se caracterizavam por algo, era por sua falta de mercadorias.
Embora cada cidadão russo dispusesse de um sofisticado cartão de crédito, o governo não poderia seguir a pista de ninguém, excetuando um reduzidíssimo grupo de clientes, geralmente aqueles que tinham contatos, aqueles que conheciam alguém em alguma parte e podiam trocar seus bens e favores pelos de seus amigos.
Isto me recorda uma anedota de minha juventude: uma vez, em pleno inverno, meu pai e eu, enquanto retornávamos à casa, depois de esperar duas horas em um supermercado local, encontramo-nos com uns amigos da família.
Antes de partimos, meu pai trocou doze rolos de papel higiênico por um par de sapatos, que eram muito estreitos a seu amigo. Conforme me explicou meu pai mais tarde, as pessoas sempre levavam consigo alguma coisa que lhes resultasse imprestável e que sempre pudessem trocar por algo que pudessem tirar proveito.
Como já assinalei no capítulo 3, o objetivo da Nova Ordem Mundial é erradicar os poderes descentralizados; devem, portanto, suprimir os territórios independentes, que são mais difíceis de controlar, e criar uma comunidade européia dependente, a fim de estabelecer um Governo Mundial Único (autoridade universal, monopólio) que se autoperpetue.
Na década de 1980, o professor B. A. Hodson, diretor do Centro Informático da Universidade de Manitoba, recomendou gravar uma marca identificadora na frente de cada indivíduo. Num primeiro momento, a idéia consistia em tatuar um fluido permanente, não tóxico, sobre a carne humana, que se transluziria, com a ajuda de raios ultravioleta, ou infravermelhos.
Em 20 de setembro de 1973, a capa do Senior Scholastics ─ uma publicação especializada (agora desaparecida), orientada aos centros de ensino médio e superior ─ mostrava um grupo de meninos com números tatuados na fronte e divulgava um artigo de fundo intitulado "Necessidades sociais e direitos privados. Quem te vigia?".
Em tal artigo se especulava o seguinte: "Sem moeda, sem mudança e sem cheques. No programa, a todas as pessoas será atribuído um número, que terão tatuado no pulso ou na fronte.
Deste modo, todos os artigos de bens de consumo marcar-se-ão digitalmente. No ponto de controle, graças a um ordenador situado na saída da loja, captar-se-á o número de artigos selecionados para sua compra, assim como o número da pessoa, e automaticamente o ordenador somará o preço e descontará a importância da conta do cliente."
O Prêmio Nobel de Química de 1954, Linus Pauling, propôs que se tatuasse uma marca nos pés, ou na fronte de todos os jovens, com o código de seu respectivo genótipo.
Em 1974, um professor da universidade pública de Washington, o doutor R. Keith, inventou uma pistola laser que se empregaria para numerar peixes em menos de um segundo. Farrell disse que tal arma também poderia utilizar-se para registrar numericamente às pessoas.
O assessor do Serviço de Inteligência, McAlvany, declarou que "a era do dinheiro em papel moeda está chegando a seu fim e uma nova era com uma sociedade sem dinheiro está amanhecendo.Se os modernos cartões eletrônicos de crédito e débito podem trocar-se por dinheiro em efetivo, então cada transação econômica de sua vida pode ser catalogada e armazenada como uma futura referência e, aqueles com o poder de interromper seu acesso ao dinheiro eletrônico, podem estrangulá-lo no tempo que dura um batimento cardíaco. O potencial do totalitarismo para chantagear e controlar é incrível, mas a maioria das pessoas nem sequer parece dar-se conta".

A trama segue e chega até os microchips, mas para isso recomendo que baixem e leiam o livro, que conta com fontes primárias.

Vale lembrar que a Venezuela, país vizinho afundado em uma ditadura tida como modelo a ser imitado pela base governista brasileira, já aboliu o papel moeda de uma maneira mais arcaica, desvalorizando-o a ponto de certas notas serem usadas até mesmo como guardanapo.

Para agravar a situação, nos caixas de supermercado há leitores biométricos que regulam a quantidade de itens que cada cidadão pode adquirir, o que é um upgrade da clássica livreta cubana de racionamento.
Com tamanha desvalorização e escassez, é sensato afirmar que, na Venezuela, só come quem obedece. E é exatamente esse modelo que será implementado no mundo inteiro, mais cedo do que se imagina, caso continuemos nos comportando como gado.

(Foto: Alex Araújo/G1)


fonte: http://www.midiasemmascara.org/artigos/governo-do-pt/16268-2015-12-28-21-34-19.html

video

Mamadores de tetas estatais dão chilique na Argentina


É uma difícil decisão: o que mais devemos temer? Os traficantes de drogas ou os bolivarianos? Um traficante traz danos à sociedade, muitas vezes por vias indiretas, pois alimenta o crime e gera pessoas capazes de cometerem crimes, principalmente quando estão dopadas ou correndo atrás da manutenção de seu vício. Mas um liberal pode não ligar muito para isso, em nome da liberdade individual de se ferrar. Seja como for, há problemas sociais a serem considerados. Mas se eu não quiser usar drogas, não preciso temer um traficante, se desconsiderarmos os demais efeitos adversos. Mas um bolivariano defende que seus líderes privilegiados – incluindo chefes de coletivo, profissionais apadrinhados, etc. – mamem nas tetas estatais em um processo necessariamente dependente do saqueamento estatal. Quanto aos bolivarianos, não temos a mesma escolha diante daquela que temos diante de um traficante: não podemos escolher nos livrar de seu saqueamento estatal.
Ambos são meios baixos e repelentes de se levar a vida. Na Argentina, esta escória está revoltada com o corte de cargos comissionados feito por Mauricio Macri. Ao invés de se esconderem do mundo com vergonha – como bandidos fariam – eles foram às ruas protestar. O carnaval acontece apenas em fevereiro, mas o lema dessa gosma humana é: “quero mamar”.
Muitos foram se manifestar, convocados pela ATE (Associação de Trabalhadores do Estado). Estão furiosos com o corte de 24 mil cargos apadrinhados. A notícia do Globo lembra: “De acordo com o jornal ‘La Nación’, o quadro de funcionários da administração pública cresceu 54% nos 12 anos de gestão kirchnerista iniciada em maio de 2003, passando de aproximadamente 240 mil para mais de 370 mil funcionários.”
Estão irritados da mesma forma que traficantes e seus sicários ante o fechamento de várias de suas “bocas” e a perda de pontos de venda. Procurar uma ocupação decente, sem depender de apadrinhamento, deve causar urticária nessa gente.
fonte: http://lucianoayan.com/2015/12/30/mamadores-de-tetas-estatais-dao-chilique-na-argentina/

FHC o Lider Comunista disfarçado

O governo terrorista do crime organizado promove, entre outras maldades, a violência: atualmente, 200 brasileiros são assassinados todo o dia. Mais de cem mil assassinatos por ano! Nem nos locais em guerra há números assim. Tudo começou a duas décadas com o comunismo dissimulado no PSDB acelerando o DESMANCHE do ENSINO PÚBLICO FEDERAL para promover a idiotização verticalmente.https://docs.google.com/…/16uF8SIq9ip6VHNazOF8tyOvQwLtX…/pub
Não obstante toda essa violência e desmanche institucional da saúde, segurança, ensino, grande parte da população ignora o golpe comunista já iniciado. Saiba tudo nos áudios desta pasta:https://drive.google.com/open…
As fronteiras do Brasil e até a nossa bandeira só existem internamente e na Constituição Federal. Na legislação infraconstitucional, o governo terrorista do crime organizado acabou com o Brasil e criou a Unasul, a pátria grande comunista dos estados sul-americanos e Caribe, Cuba junto! A partir de 1º de janeiro, não existirá uma identidade brasileira e sim um documento comum; as placas de carro estão unificadas. A fronteira acabou: qualquer um vindo da América LatRina entra aqui sem documento algum...
O povo, entorpecido com o consumismo e superficialidade, está alheio a tudo sem nada saber porque a mídia esconde a verdade.
Auxilie a despertar as pessoas antes que seja tarde. Ou ampliamos a conscientização ou, em breve, estaremos totalmente escravizados!
Os patriotas conscientes estão, até agora, anulados pela estratégia do mav-pt provocando o entupimento das redes sociais.
Note, por exemplo, em 2 dias após o Natal sem entrarmos no grupo de whatsapp “‪#‎OsVisionários‬” somou 1727 mensagens…

Como chegamos nisso?

O MAV começou a mais de 3 anos e tem falso-patriota infiltrados a muito tempo, fazendo rapport. Alguns assumiram lideranças; outros, transformaram em líderes pessoas medíocres.
Atuando em conjunto, os Mav incendeiam os egos e provocam a whatsappterapia. Entenda:
Todo patriota está, cada dia, mais ansioso com a situação e quer fazer alguma coisa. Pois os mav-fdp induziram a aliviar o estresse postando.

Obviamente, tem gente passando o dia inteiro ou todo tempo livre postando e examinando as msg dos demais sem se dar conta que, enquanto fica no whatsapp ou redes sociais, ninguém está promovendo a conscientização fora do grupo.

Para salvar o pais, precisamos conscientizar as demais pessoas, que não estão no nosso grupo:
Do total aparelhamento do governo pelo crime organizado que não irá deixar o poder senão pela força!
Nada adianta trocar o chefe da quadrilha: o sequestro do país continuará igual.
Lidamos com mutantes desumanos capazes de tudo. O objetivo deles é a escravização da humanidade a qual consideram seres inferiores devido à facilidade com que nos manipulam através das emoções:http://bit.ly/desumanos   e http://bit.ly/perigosos

O poder pertence ao povo, Constituição Federal artigo primeiro. Como poder instituinte, o povo pode derrubar TODO o governo (vg. Egito 2011) mediante o clamor popular seguido do cumprimento da lei pela Forças Armadas prendendo toda a bandidagem e organizando eleições gerais em 90 dias.
Terroristas desumanos disfarçados em pele de cordeiro pela idolatria à bandidagem promoveram uma infâmia contra as Forças Armadas! No período do Governo Militar, não houve as 3 características das ditaduras, todas presentes no Brasil atual: http://bit.ly/contragolpe1964
O boato sobre a suposta ganância dos militares pelo poder não passa de mentira. Estiveram no poder e o devolveram aos civis. Ademais, tem todas as armas e se quisessem o poder político, o tomariam facilmente...
Vamos despertar para as estratégias do MAV atrasando-nos?
https://goo.gl/VEEWdB e em http://bit.ly/Avaaz-NOM

Examinando-as, facilmente percebe-se o padrão comportamental do MAV e as atitudes típicas dos desinformantes




 HÁ 20 ANOS a DITADURA DISFARÇADA de "SOCIAL DEMOCRACIA" é IMPLANTADA no BRASIL em DOSES HOMEOPÁTICAS.
 A DOUTRINAÇÃO pela DISSEMINAÇÃO do GRAMSCISMO, uma ESTRATÉGIA de MANIPULAÇÃO SOCIAL IMPLEMENTADA por FHC, FERNANDO HENRIQUE CARDOSO, o guro do MARXISMO GRAMSCISTA no BRASIL, DOPOU MILHÕES DE BRASILEIROS, CONTAMINOU UMA SOCIEDADE INTEIRA E PERMITIU QUE UM GOLPE SILENCIOSO TRANSFORMASSE A REAL DEMOCRACIA BRASILEIRA, EM UMA VERDADEIRA PRISÃO SOCIALISTA

Como sempre dissemos aqui, PSDB e PT são duas facções políticas renascidas de dois grupos terroristas revolucionários da esquerda marxista. FHC reuniu ex-terroristas da AP (Ação Popular-grupo extremista do marxismo) e a ALN–Aliança Libertadora Nacional, na época, o principal grupo terrorista armado, que aterrorizou o Brasil dos anos 60. "A ALN, foi responsável pelo atentado à bomba no aeroporto de Guararapes, que matou centenas de pessoas inocentes".Juntando todo esse lixo da esquerda, FHC fundou então um partido de esquerda fabiana, o PSDB, e arregimentou gente da pesada, gente que pegou em armas como Aloysio Nunes, Sérgio Motta, José Serra e o próprio Fernando Henrique Cardoso, o sociólogo comunista, que escrevia teses marxistas nas universidades e pregava ideias comunistas em livros sobre políticas para a América Latina. FHC, funcionava como uma espécie de agente subversivo, a célula que agia nos bastidores do golpe comunista no Brasil, participando ativamente de reuniões secretas nos aparelhos comunistas do PCB (Partido Comunista do Brasil). Com certeza FHC não participava destas reuniões apenas por participar e certamente colaborava com ações destes grupos e dos ideais do movimento comunista.
FHC devia se considerar acima dos demais integrantes dos grupos terroristas, gente que era aliciada nas universidades e escolas públicas, gente de mente fraca, vinda de camadas pobres da sociedade, usadas como instrumento de uma revolução fracassada, onde muitos morreram em julgamentos sumários executados pelo tribunal do comunismo, os "justiçamentos", ou morriam em combates violentos com a polícia nas ruas. Esse "camaradas" que eram recrutados por aliciadores covardes, eram facilmente dominados por doutrinas marxistas. A maioria deste jovens eram atraídos pelo consumo de drogas e foram seviciados ao extremo com a farta quantidade de maconha e de ópio, fornecidas e financiadas por Cuba e Albânia. FHC devia se achar muito intelectual em relação aos jovens pobres e idiotas, usados naquela época, como massa de manobra pelos abutres comunistas. FHC sempre descriminou os pobres e nordestinos, Talvez o sociólogo considere que sua intelectualidade de xyzwhijp, está acima da capacidade mental dos demais mortais. Por isso FHC não pegava em armas e deixava o trabalho sujo para aqueles que ele considerava inferior. FHC era a mente, a conspiração, o plano, o golpe.


Para FHC, Lula é um homem sem credibilidade, segundo suas últimas declarações. Lula, um nordestino pobre, apedeuta, revoltado com seu destino de retirante semi-analfabeto, sem educação, sem personalidade e portanto, gente do tipo fácil de manipular. FHC sempre usou Lula como instrumento de seus planos, e de suas investidas políticas. Lula era um sindicalista que virou alcaguete dos militares e posteriormente, garoto de recado do DOPS, prestando serviços de informação sobre movimentos sindicalistas. Lula era sem dúvida, um homem fácil de se dominar. Apesar de ser um xyzwhijp para FHC, Lula tinha nas mãos e o controle dos sindicatos, da grande classe operária, um dos focos de subversão de qualquer mente maligna que almeja um golpe comunista. Foi através de FHC que Lula se envolveu com gente da pesada como Fidel Castro, José Dirceu, José Serra, Sérgio Motta, Franklin Martins, Luiz Gushiken, Genoíno e outros bandidos que saiam do anonimato e do exílio, anistiados pelos militares malvados e perversos. Lula somente se tornou o bandido que é, depois de conhecer e andar com o seu mestre e guru, FHC.
Lula fundou o PT e por pouco FHC não fez parte do Partido dos Trabalhadores. Mas FHC preferiu se juntar ao pessoal do MR-8, grupo terrorista que fundou o PMDB, e que até hoje mantêm uma célula revolucionária dentro do partido de Renan Calheiros, de José Sarney e Cia. Em 1989, FHC e Lula estiveram em Cuba com Fidel Castro para tratarem de assuntos secretos. Depois de muito whiski capitalista e baforadas de charutos cubanos, nasceu o Foro de SP. FHC já tinha uma organização semelhante, o Grupo de Rio, que diga-se de passagem, nada tem haver com a cidade do Rio de Janeiro e sim com o nome da rua onde mora FHC, em um luxuoso apartamento em Higienópolis, bairro nobre da aristocracia burguesa de São paulo. Portanto, uma outra organização como o Foro com a sigla de SP seria mais justificável para não misturar as duas organizações que tinham em comum, relações de estratégias sobre políticas Sul Americanas.
Em 1993 Lula foi convidado por FHC a viajar até aos EUA, mais precisamente em Princeton para integrar uma organização bancada pela família Ford, por George Soros e pelo milionário Rockfeller. O Diálogo Interamericano, uma organização da Nova Ordem Mundial, que pretendia fundamentar o socialismo em todo o planeta. Lula estava comprometido com Fidel Castro e com o seu Foro de SP e não aceitou o convite de FHC, mas ambos aproveitaram o encontro para firmarem um pacto que uniria os ideais da Nova Ordem Mundial e os ideais do Foro de SP, "O Pacto de Princenton". 

O pacto compreendia diversas metas de implementação do socialismo na América do Sul, como a desmilitarização, o desarmamento, o sucateamento e a demonização das Forças Armadas, a implementação do racismo e do gaysismo, a disseminação do marxismo cultural no ensino e na cultura, a destruição das religiões, a liberação de drogas, aborto, a destruição do conservadorismo, da família e principalmente da direita política no Brasil.

 Além disso, FHC e Lula firmaram o comprometimento de promoverem a proliferação de partidos de esquerda com a participação de ex-terroristas e comunistas revolucionários dos anos 60, que deveriam ser engajados na política e na administração pública do Estado.

 Era gente escolhida à dedo, e que participou da luta armada, de sequestros, assaltos e assassinatos encomendados. foi neste período que vários ex-terroristas passaram a trabalhar no Estado e para o Estado. 

Dilma foi uma que foi beneficiada com políticas firmadas pelos pactos da esquerda e trabalhou na administração pública até se engajar ao PT. 

FHC e Lula também se prontificaram a pagar indenizações para seus camaradas de guerrilha urbana e para assassinos terroristas do porte de Carlos Lamarca e Marighella. 

Era uma manobra sórdida desta esquerda imunda para humilhar os militares e promover seus bandidos terroristas ao panteão de heróis da Nação.


Em 1994, FHC saiu do governo de Itamar Franco para se candidatar ao cargo de Presidente da República pelo seu partido recém fundado, o PSDB. Estava tudo armado, simpatia de partido recém criado, disputa pelo cargo de presidente, apoio e financiamentos internacionais e um plano socialista pronto para ser executado. 


Nascia, ali, a grande conspiração para a implementação de uma ditadura socialista, disfarçada de "social democracia".

 Por trás de FHC, sempre esteve a Nova Ordem Mundial, George Soros, os Ford, e os Rockfeller.

 A social democracia, para quem ainda não sabe, nasceu dentro da revolução russa, dentro de um comitê soviético e não passa de mais uma máscara para encobrir o marxismo e o comunismo.

  Com o fim da União Soviética e a queda do Muro de Berlim, a palavra comunismo ficou muito pesada e novos termos foram sendo encorporados para encobrir o grande inferno ideológico de Karl Marx.

 O PSDB é, portanto, um partido de ideologias marxistas dentro do engodo de social democracia de Karl Marx.

  A palavra democracia confunde aos desavisados. Muitos acabam pensando a "social democracia" representar liberdade e democracia por ignorarem ser, a falsidade ideológica, o principal método comunista! 

  Os socialistas usam o termo democracia para confundir e designar a implantação desse regime de escravidão dissimulada sem o uso da força ou de uma revolução armada. Usam a democracia para referir às políticas de estado manipulando eleições e controlando os direitos civis e de propriedade, aliadas a implementação de doutrinas gramscistas pouco à pouco sedando a sociedade com o real propósito de alcançar o socialismo ditatorial sem volta. 

 De democracia, a "social democracia" não tem nada: é puro golpe! Como o marxismo, é pura mentira. Todo comunista é, ou um psicopata desumano usando mentiras para alcançar o poder, ou um pateta semi-acéfalo incapaz de perceber a utopia. Toda doutrina socialista parte de um pressuposto falso, e contraria anatureza da vida, a qual, desde quando surgiu na Terra em 4 bilhões de anos, e provavelmente é assim em todo Universo, a vida é uma competição em direção à evolução: http://bit.ly/4plano 

 O PSDB de FHC iniciou a ditadura socialista disfarçada de social democracia. Primeiro, FHC destruiu a direita política, criou um pluripartidarismo exacerbado e divisionista orientando os seus camaradas comunistas a deixarem os seus partidos de origem e fundarem outros com ideologias de esquerda para confundir os eleitores.

 Nasceram dezenas de partidos de esquerda e o povo brasileiro ilude-se ter opções, contudo, está a votar em uma únics ideologia. Todas orbitam o PSDB que, apesar de não estar mais no poder, é quem controla todo o jogo. Por isso, apesar da manifesta ilegalidade do processo eleitoral com apuração secreta http://bit.ly/fraudeleitoral o candidato do PSDB correu em cumprimentar a candidata do PT a fim de não alertar o povo!

O eleitorado é obrigado à votar na esquerda. Até pode votar em um candidato humanista, contudo, os votos ficam para o partido de esquerda elegendo políticos de esquerda os quais, por dispordn das polpudas verbas de campanha, serão os mais votados nesse sistema de lei eleitoral injusta e discriminatória para que o poder econômico prevaleça mantendo o status quo. E a camarilha comunista safada chama isso de democracia? Democracia pressupõe igualdade de opções e apenas três partidos, de Direita, de Centro e de Esquerda. Assim, povo tem opções de escolher democraticamente em qual ideologia quer votar. No Brasil não! Aqui, impera a ditadura do voto na esquerda! Além de obrigar o povo a votar no claro intuito de validar a manutenção do controle sobre a prole de idiotas úteis, o governo terrorista do crime organizado controlador não dá opções, obriga os manipulados à votarem nas facções de quadrilhas de terroristas e de bandidos da esquerda.
 O pós governo militar rompe o equilibrio entre direita, centro e esquerda. O comunista FHC assumiu o poder.


Ao mesmo tempo, FHC aboliu matérias no ensino público, como Moral e Cívica, aulas de Religião e de OSPB, e desmanchou o sistema, idiotizando milhões de crianças e jovens adolescentes dependentes do lixo cultural do MEC comunizado pela turma do PSDB.

 FHC institui cartilhas marxistas e transformou o ensino público em um lixo de perversidades. O objetivo sempre foi manter o povo na maior ignorância, doutriná-los para o marxismo e manter o controle.
 Ao tempo de FHC, a Lei Rouanet finaciou milhares de filmes, peças teatrais, programas e eventos marxistas. Filmes de esquerda demonizaram os militares, peças teatrais disseminavam o gramscismo e o marxismo e até as novelas foram manipuladas para persuadir a sociedade à idiotização e destruir a cultura da sabedoria.
 Através de novelas escritas por comunistas escolhidos à dedo o conservadorismo foi destruído e os conceitos morais da familia abolidos pela marginalização de maus exemplos.
 A infiltração do gramscismo, a doutrina do controle e da lavagem cerebral espalharam-se por todo o Brasil.



FHC é um canalha sórdido, mentiroso, falso e traidor como todo o comunista é. Lula espelhou-se na personalidade de FHC. Até o próprio FHC disse isso: "Lula quer ser eu, não tem personalidade", ao jornal, A Folha de SP.

 FHC é bancado com bilhões de dólares pela Open Society, organização de George Soros, a qual promove e financia partidos e”cria” líderes para disseminarem políticas de “liberação” de drogas e dissolução da família e bons costumes.
 Segundo a CIA, George Soros é um dos maiores traficantes de drogas do planeta. Daí a luta de FHC para liberar a maconha e outros entorpecentes no Brasil. Daí a Lei permitindo o uso e o transporte de drogas entre usuários, criadas por FHC e seu PSDB comunista. Daí as 500 pistas e aeroportos clandestinos construídos com dinheiro público e espalhados pelos quatro cantos do país. Dai a lei seca para fomentar o consumo de drogas criminalizando o uso (medicamente recomendado como saudável) de qualquer quantidade, por menor que seja, de álcool, o qual acompanha como uma necessidade de descarga tensional a civilização aprisionante há milênios, no nosso país onde a maior parte da população urbana depende de veículo próprio devido à deliberada/programada ineficácia do transporte público http://bit.ly/imobilidade 

 Antes do PSDB locupletar-se do poder, havia só três pistas clandestinas no Brasil. Todas as três foram fechadas e destruídas pelos militares. Com FHC e o PSDB, mais de 500 foram construídas e já fazem parte do dia à dia do transporte de drogas e de armas abastecendo as bocas de fumo pelo Brasil e alimentando os viciados.
 Desde o PSDB entrar no poder, vários postos militares fronteiriços foram fechados permitindo a entrada de drogas e de armas e a invasão de várias quadrilhas colombianas, bolivianas e chilenas no Brasil. O cartel de Medelin transferiu-se para o Rio de Janeiro. Em Fortaleza, há diversas quadrilhas colombianas dominando comunidades pobres. Utilizam milícias e o tráfico para controlar as comunidades e o Governo Federal não faz nada para impedir, pelo contrário, incentiva, dando “bolsas sociais” para os viciados continuarem comprando drogas e até para is traficantes que, formalmente, estão desempregados!

 O Brasil é o maior consumidor de cocaina do mundo. Nunca houve tanta droga no país após esta escória de comunistas do PSDB e do PT. Daí o aumento da criminalidade, da violência, do abuso sexual, das agressões familiares, da destruição social, do caos e da baderna.

 Graças às esquerdas do PSDB e do PT, o Brasil hoje se tornou um lixo de país onde impera a violência, o consumo e o tráfico de drogas. As favelas proliferam em buracos, viadutos e terrenos abandonados. A miséria está em todos os lugares e impera a desordem, a putaria, a prostituição, o vandalismo e o desrespeito.
  O pais do lixo socialista institucionalizou a impunidade, acelerou o crime organizado, financiou o gaysismo e patrocinou o racismo. Indenizou bandidos e terroristas, demonizou as Forças Armadas, violentou famílias inteiras, sucateou o Estado, a saúde, a educação, o saneamento básico, os transportes públicos, e megasuperfaturaram obras de infra estrutura inacabadas para roubarem o país.
 Essa esquerda nojenta, imunda, cruel e maligna transformou o país em um inferno, um lixo; grande parte a sociedade está idiotizada e reduzida a uma massa de dependentes alienados, doutrinados e dominados pelo sistema comunista paicopato-repriliano.

 Isso nunca foi democracia,é o socialismo, isto é, uma ditadura dissdimulada e silenciosa mediante a censura e controle total da imprensa!
 E quem percebe isso? A manipulação empregada pela esquerda desumana para manter o controle.

 O PSDB e o PT fizeram um pacto pelo revezamento no poder. Usam táticas comunistas ou a "Estratégia das Tesouras" de Lênin. O PSDB esteve 8 anos no governo e abriu as portas para uma ditadura do socialismo no país. Graças ao PSDB, o PT pode generalizar as políticas socialistas e implantar o tal decreto 8.243. Nunca houve oposição do PSDB ao PT e vice e versa. Há um teatro encenado de briguinhas politicas visando interesse em manterem o poder. 

 Nunca houve uma oposição ao golpe de Estado, às roubalheira, aos escândalos de corrupção e aos projetos de destruição do país, descritos acima. 

 Todo escândalo de corrupção acaba nas famosas Pizzas. Todos roubam, todos sacaneiam o país e todos vão nos golpear. Estão todos mancomunados e aliados para delapidarem o país. Nem para prender os corruptos e os bandidos traidores da nação, esta oposição de xyzwhijp existe. São todos integrantes de quadrilhas, todos ex-terroristas, bandidos e assaltantes. Todos com o DNA do crime no sangue. Nos anos 60 eram grupos terroristas clandestinos que agiam na ilegalidade. Hoje são OS MESMOS grupos terroristas disfarçados de partidos políticos, agindo na legalidade e no benefício das Leis que eles mesmo criaram para se defenderem do povo idiotizado.


O PSDB foi fraudado pelas urnas eletrônicas inventadas pelo próprio PSDB para perpetuar as esquerdas no poder. FHC trouxe as urnas para servir apenas como instrumento de manutenção no poder do seu bando de bandidos da esquerda. São fraudáveis por isso! São manipuláveis por isso! Para servirem aos golpes e tramóias desta camarilha de bandidos. Jamais um partido de direita ganharia uma eleição neste país com estas urnas sendo controladas de dentro de uma "sala cofre" de onde o ministro Dias Toffoli se trancou com seus sequazes para controlar o resultado das eleições. Pura xyzwhijp com o povo fazendo o papel de otário sendo manipulado por essa horda de safados. Esse é o sistema vil e controlador e entorpecedor da grande massa de alienados.

 Sabe porquê o PSDB perdeu as eleições? O seu candidato"salvador da Pátria" nem reclamou ou se indignou com as denúncias de ter sido roubado? Porque assim como FHC quis mais 4 anos de poder para terminar o processo da "socialização" do regime no Brasil, o PT quer mais 4 anos para terminar o processo de "comunização" do país. Por isso o FHC defende a Dilma, defende as urnas, defende a derrota de seu candidato. Por isso tucanos pedem a cabeça de tucanos por quererem uma auditoria nas urnas. Por isso vimos tucanos combatendo tucanos por pedirem o impeachment de Dilma Rousseff. Por isso vimos Aécio apático e conformado com a derrota. Por isso fomos testemunhas de um pedido, sem vontade e contrariado, por parte dos perdedores das eleições para uma auditoria das urnas eletrônicas. Só faltou pedirem desculpas pelo incomodo ao TSE corrupto, um órgão eleitoral aparelhado pela horda de comunistas do PT e do PSDB servindo também, como instrumento de cassação da liberdade de expressão de jornalistas, blogs, perfis e páginas das redes sociais.
 O PSDB e o PT executam um golpe de Estado. Aécio Neves éapenas um boneco ventríloquo nas mãos do PSDB de FHC, assim como Dilma, controlada por Lula. As eleições eram um golpe do sistema para muitos idiotas úteis idolatrarem Aécio Neves como ”salvador” colocando fotos ou número 45 desse candidato fantoche em seus perfis. Parecia uma grande lavagem cerebral patrocinada, acreditem se quiser, pelo próprio povo dopado de gramscismo. Muitos levavam na brincadeira e xyzwhijp mesmo, demonstrando o pouco patriotismo, desrespeito ao país e nenhum senso de cidadania. Esse tipo de descomprometimento com país e com a democracia torna esses idiotas úteis pura massa de manobra. Pior é, apesar da semi-acedalia, não aceitarem ser chamados assim.
 Aécio fez-se de Salvador da Pátria e enganou muitos otários. Pior, aqueles que não compactuam com este sistema ditatorial não tinham opção.
 Aécio é um engodo, não é o líder que o povo brasileiro precisa. Quem manda no país são o Foro de SP e o Diálogo Interamericano. Ou seja, FHC e seu seguidor, Lula. O resto é apenas pau mandado coadjuvante do um golpe de Estado.
 Olavo de Carvalho refere a reação apática do "tucano adestrado" escrevendo: "O candidato que, derrotado por uma fraude, apressa-se em legitimá-la e ainda pede "conciliação"? Só quer uma coisa: abdicar do amor que o povo lhe dedicou e sair da História pelo ralo. Aécio tinha o papel histórico e preferiu ser o papel higiênico!"
 Aécio foi manipulado, assim como outro pau mandado do PSDB, o ex-terrorista José Serra, obrigado por FHC à não atacar Lula nas eleições quando o X9 elegeu-se presidente da república pela primeira vez. Da mesma forma, Aécio foi orientado por FHC a não ser ríspido com Dilma Rousseff. Lula chamou Aécio de "mal criado" e o comunista de xyzwhijp FHC correu como em defesa do X9 orientando o seu "candidato adestrado" à ser manso com a golpista Dilma Rousseff. O povo, alienado, percebe a farsa. Nem se dá conta do golpe eleitoral e da montagem das engrenagens de um golpe comunista no Brasil.
 Pidia e deverua ter debatido:
FORO DE SP
OIT 169
DECRETO 8.243
DOUTRINAÇÃO NAS ESCOLAS
DITADURA GAY
PNDH3
os mais de 700 projetos na Câmara dos Deputados com a finalidade de desconstruir a família, a DESMILITARIZAÇÃO da PM para aniquilar as omissas FA
o NIÓBIO
a CHAMTRAIL e outros projetos do PT, como poupança fraterna, desarmar a polícia militar e proibição de importar livros estrangeiros!
 Por quê nada fêz?
 O que esperar de quem assinou para tornar Jango presidente novamente, ou de quem votou a favor do marco civil da internet?
O PT ainda não terminou o processo de comunização e do golpe de estado de ruptura do regime https://goo.gl/zxdcNv e, por isso, ainda está no poder somente com a conivência do povo, com a conivência dos partidos golpistas e com o aval intelectual de FHC.

 Lula sabe o revezamento pelo poder estar findando com o golpe de Estado, contudo, sabe estarmos no estágio final da implantação da ditadura da elite-nomemklatura do PSDB e PT dominando. Passamos, no Brasil, por situação similar da Venezuela poucos anos atrás http://youtu.be/Z7VRDm-IJAQ 

 23/12/15 23:32:37 por Mel Gama (prefixo 21) no Front/Brasil:

 Todo esse mal decorre da manipulação (sutil) de crenças pelos mutantes desumanos capazes de tudo. 

 O objetivo deles é a escravização da humanidade a qual consideram composta de seres inferiores devido à facilidade com a qual nos manipulam através das emoções.