sexta-feira, 2 de agosto de 2013

NOTA DE REPÚDIO E RETRATAÇÃO DO IG EM MATÉRIA DENEGRINDO A IMAGEM DA OCC ALERTA BRASIL

O TEATRO DA AGRESSÃO AOS JOVENS DO FORO SP.

Ficou comprovada a farsa das acusações à uma suposta extrema direita pelas agressões sofridas por jovens que estavam jantando em um restaurante no centro de SP, próximo ä Rua Martins Fontes, onde aconteceu um dos encontros do Foro SP. Segundo o IG publicou, teriam sido presos dois esquerdistas e dois direitistas. Como conseguiram distinguir, não nos perguntem. Acontece que um deles chama-se Ismael de Almeida Cardoso, que escreve artigos no Blog do Dirceu Mensaleiro. 

Portanto, o nível de loucura destes esquerdopatas ultrapassou todos os limites. Eles se organizam para agredirem a si mesmos, para depois serem considerados como vítimas pela opinião pública.

http://www.zedirceu.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=9135&Itemid=6





À Diretoria do departamento de notícias
IG (Internet Generation) NOTÍCIAS

Foi veiculado por vosso portal de notícias “IG NOTICIAS”, através do repórter Ricardo Galhardo – IG – São Paulo, em data de 01 de agosto de 2013, que um grupo de skinheads agrediu militantes que participavam do Foro de São Paulo.

À notícia acima, foi adicionada ainda a informação de que os skinheads carregavam faixas defendendo a volta dos militares ao poder, com a sigla de nosso Instituto – OCC.

Acontece que a OCC ALERTA BRASIL – OCC, não organizou ou participou dessa manifestação, não abriu evento, não incentivou seus assinantes, através da página que mantém no Facebook,  a confrontar  os participantes do Foro de São Paulo, seja onde for, muito pelo contrário, e tampouco um de seus membros lá se fez presente.


Todas as manifestações ou atos públicos organizados pela OCC sempre ocorrem na forma prevista na lei, com aviso prévio e pedido de proteção da Polícia Militar.

A OCC é legalista, não defende e incita quaisquer atos de vandalismo e violência contra qualquer ser humano, independente de seu posicionamento político. 


E de forma alguma poderia deixar a OCC de primar pela plena legalidade de todos os seus atos e comentários, uma vez que é um instituto, em formação, de orientação da cidadania da democracia, da promoção do desenvolvimento econômico e social e de outros valores universais, visando a desenvolver e aplicar projetos de orientação no combate à corrupção à população em geral, bem como a informar, divulgar, prevenir e fiscalizar a corrupção na administração pública direta e indireta, de forma pacífica e democrática.

Foi a OCC assim, pela notícia amplamente divulgada, exposta em uma situação vexatória, e causadora de constrangimento e desprestígio perante a seus mais de 90 mil assinantes. Tratada com descaso e desinteresse, sem qualquer justificativa ou prova, ou ainda, sem qualquer fundamento.

A inclusão do nome da OCC visou tão somente denegrir sua imagem perante aos seus mais de 90 mil assinantes. 

A honra, a imagem e o nome da OCC foram aviltados pela atitude insana, negligente e desprovida de qualquer prudência do escritor da matéria.
Lamentável o fato de alguém se prestar a escrever sem ao menos se dignar a consultar a página da OCC no Facebook para verificar a veracidade da afirmação e dos fatos.


Assim, diante dos danos causados, com enorme repercussão perante as redes sociais, vem a OCC ALERTA BRASIL, por sua advogada infra assinada, pedir reparação da informação, exatamente nos mesmos moldes da divulgação mencionada, sob pena de se utilizar do devido processo legal cabível à espécie.

São Paulo, 02 de agosto de 2.013


OCC ALERTA BRASIL