terça-feira, 10 de setembro de 2013

José Dirceu, o mensaleiro, posa de inocente e abandonado durante entrevista “dramática”

jose_dirceu_31
Jogo de cena – Como antecipou o ucho.infoJosé Dirceu estava preparando um enredo para comover parte da opinião pública. Em entrevista à Fundação Perseu Abramo, conhecida entidade petista, o ex-comissário palaciano retomou o processo de vitimização. Dirceu disse que a decisão do Supremo Tribunal Federal a ser tomada na sessão de quarta-feira (11), quando a Corte decidirá se aceita os embargos infringentes, não será o último capítulo do julgamento do maior escândalo de corrupção da história nacional de que se tem notícia.
Acusado de ser o chefe dos mensaleiros, uma espécie de Ali Baba palaciano, José Dirceu afirmou que solicitará revisão criminal e recorrerá às cortes internacionais para tentar reverter as condenações por formação de quadrilha e corrupção ativa. É importante lembrar que ao mencionar cortes internacionais, Dirceu refere-se à Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA), onde o PT conseguiu emplacar o “companheiro” Paulo Vannuchi, que assume o cargo de conselheiro em 1º de janeiro de 2014.
A entrevista não fugiu do ufanismo boquirroto que marca o PT e teve momentos de devaneio explícito por parte de José Dirceu, que disse sentir-se vítima de setores políticos do País, que, de acordo com o petista, sentem “inveja” de Lula e do governo comandado pelo partido. Ou seja, José Dirceu deu nova roupagem ao enfadonho discurso do “golpe das elites”. “Fui escolhido para ser um pouco símbolo desse ressentimento, mágoa e um ódio contra nós que não é natural”, disse.
Como se fosse um maior abandonado, o ex-ministro e chefe dos mensaleiros disse que nos últimos oito anos foi obrigado a trabalhar como consultor, apesar de a política ser sua vocação maior. “Eu lutei esses oito anos. Não parei de lutar um minuto. Fizeram tudo para eu não poder trabalhar, para eu viver como um exilado. Fui obrigado a ser consultor advogado, nunca foi a minha profissão”, declarou.
Vitimizar, ao que parece, é a especialidade de nove entre dez petistas. E José Dirceu não foge à regra. Quem conhece os bastidores da política nacional sabe a quantidade de negócios que o ex-ministro intermediou. E essa atividade que Dirceu dá a entender que é enfadonha, continua a pleno vapor. Tanto é assim, que sua parceria com a “ressuscitada” Erenice Guerra continua rendendo frutos dourados. Esse discurso mambembe de que “fui obrigado a ser consultor” faz parte do script para comover a claque petista, que em breve estará nas ruas transformando José Dirceu em mártir.
Porém, o dramalhão arquitetado por José Dirceu está apenas começando. Mais adiante surgirão capítulos desenhados com a frieza de José Dirceu e que por certo comoverá muita gente, segundo apurou o editor junto a pessoas próximas ao petista.
 Fonte: Ucho.info





Fonte: http://wphotography.altervista.org/blog/jose-dirceu-o-mensaleiro-posa-de-inocente-abandonado-entrevista-dramatica/