segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

O Nióbio, Aécio Neves,Lula,FH Banco Mundial, Choque de Gestão -TRAIDORES DA PÁTRIA!!!!

Não por acaso, isso ocorreu, particularmente em Minas Gerais, após os governos de Aécio Neves e seus estreitos contatos com instituições como Banco Mundial e FMI, e a facilidade com que conseguiu endividar até a medula o Erário no afã de alavancar seus objetivos políticos.

Em 2001, ainda como apagado Deputado Federal, Aécio Neves convidou o estadunidense Lyndon LaRouche H., Jr para palestrar aos deputados. LaRouche é um dos maiores denunciantes e oposicionista do sistema de dominação global e uma das poucas vozes oposicionista em seu País. Às véspera do acontecimento, Aécio Neves retirou o convite e cancelou a palestra, sem explicações. Foi o início de sua meteórica ascensão política.


Ascensão meteórica de um "grande" líder

De apagado e obscuro deputado, que de 4 em 4 anos aparecia nos rincões de Minas para a compra de votos, sempre na esteira do avô famoso, de um dia para o outro metamorfoseou-se, milagrosamente, em Presidente da Câmara dos Deputados.

Em seguida, Governador do segundo mais populoso e rico Estado da Federação, onde, por outro inexplicável milagre, despontou-se como o grande revolucionário da economia pública. Aquele que tirou Minas da obscuridade, da falência financeira-administrativa, e a elevou a exemplo para o País e o mundo; que inventou o "choque de gestão" tornando possível o milagre do déficit zero em apenas 10 meses no Governo do Estado, ao grande nome para comandar o Brasil.

O Estado também é o maior fornecedor de nióbio para o mundo. 75% de toda a produção mundial. Os direitos minerários pertencem à estatal Codemig.


E Fernando Henrique, ferrenho defensor das drogas alucinógenos, não entregou apenas as riquezas nacionais. Ele vendeu a alma do País. Seguiu-se outros, todos comprometidos com a agenda mundial globalista, para chegar ao poder local e ditar normas, proibições, imbecilizar e reduzir o país a mero exportador de matéria prima, como ocorre atualmente, com a ilusão de ser, de fato, uma das grande economias do planeta.


Liberalidade, libertinagem, impunidade. As armas prediletas

Como se constata, não foi difícil para o sistema controlar as ações no Brasil. Das entranhas desses traidores nasceram as proibições e monstros como o Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA - e atrofias como o ensino nacional em todos os seus níveis. São ações sustentadas em nome de falsa democracia, pelo tripé liberalidade, libertinagem, impunidade, condições sine qua non para o surgimento do "bico papão", previsto por Mencken.

Em conjunto, todas essas armações têm objetivo, aliás, em muitos aspectos já alcançados: imbecilizar, mediocrizar a população, tornando-a, em massa, Cordeiros de Panurgo, dependentes, sem raciocínio, sem capacidade para contestação, desinteressada, alheia, consumista, degenerando-se em escravidão, a meta imediata.

Esses, porém, são os periféricos, mas com os grandes fantoches ocidentais não tem sido diferente. Bill Clinton, Tony Blair, Romano Prodi (União Europeia), George Robertson (OTAN), François Mitterrand, Barack Obama também são frutos da trama. Todos saíram do anonimato de um dia para outro, como Aécio Neves, FHC,LULA etc.. Todos foram convidados especiais em reuniões do Bilderberg.


Todos são traidores da humanidade. Todos covardes. Conhecem a verdade, mas preferem a mentira. São escravos.

imagem do amigo J.H.de Abreu especialmente para OCC Alerta Brasil.