quinta-feira, 26 de julho de 2012

Dependência de nióbio é causa de preocupação de Washington






Brasil é responsável por 87% das importações americanas do minério - usado até mesmo em projetos espaciais
07 de dezembro de 2010 | 0h 00
Nicola Pamplona / RIO - O Estado de S.Paulo
A grande dependência do nióbio brasileiro deve explicar, segundo especialistas, a preocupação do governo dos Estados Unidos com relação à segurança das minas do País. O Brasil detém 98% das reservas e 91% da produção mundial do minério, usado para a fabricação de aços especiais.
Os Estados Unidos não produzem o minério.
Relatório anual do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) aponta que o Brasil tem reservas de 2,9 milhões de toneladas de nióbio, com uma produção acumulada de 57 mil toneladas em 2009. O País foi responsável, no ano passado, por 87% das importações americanas do mineral.
O documento indica que a maior economia do mundo continuará dependente do nióbio brasileiro. "As reservas domésticas (dos Estados Unidos) de nióbio têm baixa qualidade, algumas complexas do ponto de vista geológico, e muitas não são comercialmente recuperáveis", diz o texto, publicado em janeiro. Segunda maior reserva, o Canadá é responsável por apenas 7% da produção mundial.
Procuradas pelo Estado, as empresas responsáveis pelas minas citadas no documento divulgado pela WikiLeaks não se pronunciaram sobre o assunto. A CBMM, do grupo Moreira Salles, e a Anglo American são as duas grandes produtoras de nióbio no País, operadoras das minas de Araxá e de Goiás, respectivamente.
O Brasil é também um grande produtor de manganês, o que explica a inclusão do produto na lista dos ativos brasileiros importantes. Segundo documento da USGS referente a esse mineral, o Brasil teve a quarta maior produção em 2009, ano em que foi responsável por 5% das importações americanas da commodity. Os Estados Unidos não produzem manganês desde a década de 70, também por causa da baixa qualidade das jazidas domésticas.
A lista divulgada pela WikiLeaks inclui a produção de minério de ferro pela "mina Rio Tinto", que não tem mais ativos brasileiros nesse segmento. A companhia operava uma mina em Corumbá, no Mato Grosso do Sul, que foi vendida à Vale do Rio Doce do ano passado. Nenhuma das empresas comentou a inclusão do projeto na lista.
PARA ENTENDER
O nióbio, um metal nobre descoberto em 1801, é usado para a fabricação de peças inoxidáveis e em outras ligas de metais não-ferrosos, como as utilizadas em oleodutos e gasodutos. Por suas propriedades, também é largamente utilizado em indústrias nucleares. Grande quantidade de nióbio é utilizada em superligas para a fabricação de motores de jatos e subconjuntos de foguetes - equipamentos que necessitam de alta resistência à combustão. Pesquisas avançadas com este metal foram utilizados no programa Gemini, da Nasa. 


fonte:http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,dependencia-de-niobio-e-causa-de-preocupacao-de-washington,650474,0.htm



Não é ouro, não é petróleo... Nosso país é queridinho pela Tirania globalista por causa de um metal raríssimo: O NIÓBIO.


Ele é ESSENCIAL na fabricação de TURBINAS DE AVIÃO, FOGUETES, MÍSSEIS, AERONAVES E ESPAÇONAVES, CONDUTORES DE PETRÓLEO, JÓIAS, SUPERCONDUTORES, etc. 


98% das jazidas de nióbio se encontram NO BRASIL!!!



Enquanto nos distraímos com a "crise" americana e com os coitados (no sentido literal da palavra) do movimento "heterofóbico", riquezas de bilhões e mais bilhões de reais escoam pelas mãos furadas e de dedos faltantes de nossos governantes. A matéria não é nova, e por isso mesmo deve ser posta em pauta: CADÊ O NOSSO NIÓBIO??? 


COLOQUE ESTE TERMO (NIÓBIO) EM EVIDÊNCIA. Vamos resgatar o que é nosso antes que seja tarde demais.


Nióbio, palavra proibida aos brasileiros


Esses sabem tudo sobre quem diz não saber de nada! Na CPI dos Correios, o sr. Marcos Valério deixou escapar que "levou o pessoal do BMG ao José Dirceu para negociar nióbio" e "o grosso do dinheiro vem do contrabando do nióbio."


Ninguém teve coragem de investigar...


O nióbio é um metal sem o qual não se faz foguetes, mísseis, turbinas, armas, aços especiais e instrumentos cirúrgicos. Pois saibam que 100% do nióbio comercializado no mundo é brasileiro. Mas oficialmente exportamos só 40% do produzido. CADÊ A DIFERENÇA? SUMIU?


RESULTADO: subfaturamento e prejuízo certo de bilhões de dólares.


Não é de se estranhar que a maior reserva de nióbio em extração está na cidade de Araxá (MG). O prefeito atual foi eleito pela interessante e inusitada coligação de 14 partidos: PT/PDT/PL/PMDB/PSDB/PSC/PP/PPS/PFL/PSDC/PSB/PV/PSL/PC do B.


Isso após Lula ter se hospedado na casa do presidente da CMN, a maior exploradora do nióbio brasileiro, e de ter seu programa Fome Zero financiado pela ONG dessa companhia (Folha de S. Paulo).


Estão imaginando o mesmo que eu?


E tem mais:logo após o assento do PT no governo nacional, o presidente Lula decretou a criação da reserva "indígena" Raposa Serra do Sol...


E é de se estranhar mais ainda quando os índios se rebelaram, pegaram em armas e fizeram policiais federais como reféns, exigindo o cancelamento do decreto que cria a tal reserva. Perguntinha ingênua: mas se não são os índios que estão exigindo a criação da reserva, quem seria?
Ganha uma das maiores reservas do mundo de urânio e nióbio quem souber responder...


Para finalizar, em recente entrevista o secretário de Turismo da cidade de Araxá relatou a importância do Nióbio...


"Pra que vocês tenham uma idéia daqui, os hotéis da cidade vivem abarrotados... e não só pelos turistas que visitam a cidade em razão do balneário junto ao Grande Hotel, onde se encontram os tratamentos em saunas, duchas, hidroterapia, mecanoterapia e aplicação da lama medicinal... os hotéis ficam abarrotados principalmente pelos americanos, japoneses, europeus, canadenses, árabes, e endinheirados do mundo inteiro atrás desse tal de nióbio...eles precisam dele para mil e uma utilidades... principalmente para a fabricação das turbinas dos aviões..."


Com a palavra, a sociedade brasileira!!!

fonte:http://www.megatopico.com/niobio-palavra-proibida-aos-brasileiros-veja-porque-o-brasil-e-o-queridinho-da-tirania-t42715.html