quinta-feira, 28 de março de 2013

Reação do mercado à fala de Dilma gerou 'operação abafa'


O governo Dilma embarcou em uma frenética operação de "controle de estragos" poucos minutos após a fala da presidente sobre inflação, em entrevista durante a cúpula dos Brics.
Transmitida imediatamente pelos serviços de notícias em tempo real, a declaração da presidente fez os juros futuros despencarem.
Também pegou mal a frase "nas questões específicas sobre inflação, eu deixo para ser falado pelo ministro da Fazenda", vista como negativa em relação à autonomia do Banco Central.
O presidente do BC, Alexandre Tombini, foi acionado por Dilma. De Durban, ele ligou para a agência Broadcast no Brasil.
Segundo a agência, Tombini disse que a presidente pediu que o "mal entendido fosse desfeito e que não há tolerância em relação à inflação".
Pouco tempo depois, a presidente resolveu culpar a imprensa. O blog do Planalto divulgou post em que Dilma dizia: "Foi uma manipulação inadmissível de minha fala. O combate à inflação é um valor em si mesmo e permanente do meu governo".
Segundo o blog, Dilma resolveu se manifestar ao saber que o mercado financeiro estava "interpretando erroneamente seus comentários como expressão de leniência em relação à inflação".
Enquanto isso, em Durban, o Planalto também pôs em movimento sua operação "não disse o que disse".
Uma assessora da presidente foi ao centro de convenções com uma van para levar os jornalistas até o resort, a 40 quilômetros de distância, onde Dilma se reunia com Xi Jinping, o novo líder chinês.
Antes, os assessores haviam desencorajado a viagem, dizendo que a segurança não permitiria a cobertura e que eles iriam "ficar sentados no chão, do lado de fora da cancela, sem internet e sem ver nada".
Depois da turbulência, tudo mudou. Os jornalistas foram posicionados na frente da porta por onde Dilma sairia. A presidente, visivelmente irritada, reagiu à pergunta da TV Globo: "Presidente, a senhora quer esclarecer sua fala sobre a inflação?".
"A notícia que saiu é manipulada", disse Dilma. "Sou uma pessoa que até já escreveu que o combate a inflação é um valor em si; repudio a manipulação da fala."
As frases, no entanto, haviam sido ditas em entrevista gravada, depois distribuída pela própria assessoria de Dilma. Recado dado, a presidente prosseguiu, de cara amarrada, em direção ao aeroporto. (PATRÍCIA CAMPOS MELLO)
Alex Argozino/Editoria de Arte/Folhapress
Juros futuros

fonte: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1253654-reacao-do-mercado-a-fala-de-dilma-gerou-operacao-abafa.shtml