sábado, 19 de janeiro de 2013

Desde quando formação de quadrilha e corrupção ativa são crimes políticos, Zé Dirceu?


O ex-ministro José Dirceu afirmou ontem que a posse de José Genoino como deputado federal foi uma resposta política do PT ao resultado do julgamento do mensalão. Dirceu e Genoino foram condenados à prisão pelo Supremo Tribunal Federal por participação no esquema de compra de apoio político no primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2006). Genoino era suplente de deputado pelo PT-SP e tomou posse no último dia 3. Ele herdou a vaga de Carlinhos Almeida, que deixou a Câmara para assumir a Prefeitura de São José dos Campos, no interior paulista.

Em artigo publicado ontem no site Sul 21 e em seu blog pessoal, Dirceu afirmou que o Supremo fez um "julgamento político" de todo o PT, e não apenas dos réus, no processo do mensalão. "Se tivemos um julgamento político, não apenas os réus do processo, mas o partido, (...) precisamos de respostas também políticas", escreveu o ex-ministro. "Isso explica porque o companheiro Genoino não hesitou em assumir o mandato de deputado federal que lhe foi concedido pela vontade soberana do povo, apesar de toda a sorte de pressões para que desistisse de seus objetivos", completou.

Dirceu afirmou que não é "razoável" dizer que o PT manifesta solidariedade a seus membros envolvidos com o mensalão. Para ele, o que o partido faz é uma "reação política em defesa da própria instituição", alvo, segundo diz, de "linchamento moral". Anteontem, a juventude da legenda no DF promoveu jantar de arrecadação de fundos para ajudar a pagar as multas a que petistas foram condenados no julgamento, que totalizam R$ 1,8 milhão.(Folha de  São Paulo)