domingo, 14 de fevereiro de 2016

O partido tóxico: larvicida usado pelo governo petista pode ter causado surto de microcefalia

Escreve o Antagonista:
Há risco de a epidemia de microcefalia ter nascido de uma lambança do Ministério da Saúde. Pesquisadores argentinos da Physicians in the Crop-Sprayed Towns levantaram a hipótese de que os casos registrados até o momento decorram do uso do Pyriproxyfen, um larvicida utilizado pelo governo brasileiro contra o Aedes aegypti.
A revista Época noticia que o governo gaúcho decidiu suspender o uso do Pyriproxyfen em água para consumo humano até que o governo Dilma se pronuncie. A substância é usada desde 2014 para combater a dengue no Brasil.
A hipótese explicaria, por exemplo, o fato de a Colômbia ter mais de 5 mil grávidas infectada pelo vírus da zika, mas nenhum registro de microcefalia.
Olha, isso aí até podemos acreditar que foi lambança mesmo. Se o PT destruiu a economia de propósito – na verdade como efeito inexorável de seu projeto de poder baseado em saqueamento estatal – é difícil dizer que eles desejaram causar o surto de microcefalia. Não ganhariam nada com isso.
Porém, de fato é um partidinho que não liga para o sofrimento humano mesmo, e usa cargos importantes como o de ministro da saúde para fazer politicagem do nível do esgoto.
Pensando bem, o PT é um agrotóxico enquanto a população brasileira é tratada como insetos de plantação. Temos que tirá-los do poder, pois os danos estão sendo cada vez mais devastadores.


FONTE: http://lucianoayan.com/2016/02/13/o-partido-toxico-larvicida-usado-pelo-governo-petista-pode-ter-causado-surto-de-microcefalia/