quinta-feira, 2 de abril de 2015

Entrevista com a Odebrecht -Se a empresa cair, Lula também cairá?“: por Felipe Moura Brasil

Entrevista com a Odebrecht

propinoduto- A Odebrecht pagou propina ao ex-diretor da Petrobras Renato Duque por meio de depósitos nas contas que ele mantinha em nome de empresas offshore do Panamá mas geria em Mônaco?
- A Odebrecht nega.
- A Odebrecht repassava o dinheiro ao petista por meio de uma conta em nome da Constructora Internacional Del Sur Ltda?
- A Odebrecht nega.
- A Operação Lava Jato obteve documentos que comprovam dois pagamentos feitos pela Odebrecht a Duque, em 2009, por meio desse esquema: um de 290 mil dólares, outro de 584,7 mil dólares. O senhor não lembra deles?
- A Odebrecht nega.
- Mas o doleiro Alberto Youssef disse que era comum a Odebrecht “fazer esses pagamentos (de propina) lá fora, ou ela me entregava em dinheiro vivo no escritório”…
- A Odebrecht nega.
- Segundo Youssef, a Odebrecht “teve grandes contratos na Petrobras, primeiro a Rnest (Abreu e Lima) onde teve o consórcio Conest, onde parte desses valores ela me pagou em reais vivos aqui no Brasil, e parte me pagou em contas no exterior”.
- A Odebrecht nega.
- Veja bem que Youssef deu até o nome dos executivos da Odebrecht que ordenavam o pagamento das propinas: “Marcio Faria, presidente da Odebrecht Óleo e Gás, e o seu Cesar Rocha, diretor financeiro da holding. E pela Braskem o Alexandrino”.
- A Odebrecht nega.
- Mas sabemos pelo Antagonista que Emilio Odebrecht ameaçou Lula e recomendou a César Mata Pires, dono da OAS, que fizesse o mesmo com o petista se quisesse salvar a sua empresa.
- A Odebrecht nega.
- O senhor confirma que, se a Odebrecht cair, Lula também cairá?
- A Odebrecht nega.
- Posso publicar esta entrevista na íntegra?
- A Odebrecht nega.
- Tudo bem. O senhor gostaria de pedir a sobremesa agora?
- A Odebrecht nega.
- Petit gateau, torta alemã, mil folhas…?
- A Odebrecht nega.
- Senhor, a entrevista já acabou.
- A Odebrecht nega.

- …