segunda-feira, 20 de abril de 2015

PT CONTINUA AFRONTANDO A DEMOCRACIA E OS BRASILEIROS -Membros do PT, ministros e líder do MST serão homenageados em entrega da Medalha da Inconfidência

Mais enxuta do que nos anos anteriores, a lista de agraciados veio a público nessa sexta-feira.

postado em 18/04/2015 06:00 / atualizado em 18/04/2015 08:03












Correligionários do PT têm lugar garantido entre os 141 homenageados na primeira solenidade de entrega da Medalha da Inconfidência comandada pelo partido. Mais enxuta em relação a edições anteriores – ano passado, foram mais de 200 pessoas –, a lista de agraciados veio a público ontem e contempla nomes da equipe da presidente Dilma Rousseff (PT), secretários de estado do governador Fernando Pimentel (PT), além de deputados da base aliada na Assembleia Legislativa de Minas Gerais e na Câmara dos Deputados. O presidente do Movimento dos Sem-Terra (MST), João Pedro Stédile, também será condecorado na cerimônia de 21 de abril, em Ouro Preto, a maior homenagem concedida pelo estado.
Conforme o Estado de Minas publicou ontem, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, será o orador da solenidade e também receberá o Grande Colar, comenda de grau máximo. A lista de homenageados conta com os ministros Carlos Eduardo Gabas, da Previdência Social, e Nelson Henrique Barbosa Filho, do Planejamento, Orçamento e Gestão. Em meio às declarações do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre “pedaladas fiscais” no governo Dilma, o ministro do TCU, Bruno Dantas Nascimento, também virá a Minas para ganhar a medalha.

Entre outros nomes da confiança da presidente, participarão da solenidade o advogado-geral da União (AGU), Luís Inácio Lucena Adams, e o presidente do Banco do Brasil, Alexandre Corrêa Abreu. O primeiro escalão de Pimentel não ficou de fora, com condecorações direcionadas a seis secretários: Macaé Evaristo (Educação), Helvécio Magalhães (Planejamento e Gestão), Odair Cunha (Governo), Fausto Pereira dos Santos (Saúde), Murilo Valadares (Obras), Marco Antônio Rezende Teixeira (Casa Civil).

Ao contrário do ano passado, a cerimônia ocorrerá pela manhã, às 10h, na Praça Tiradentes. O acesso ao público será livre apenas em frente à Escola de Minas. Além de políticos, a solenidade vai premiar também advogados, professores, médicos, empresários, atletas, entre outras personalidades.

A Medalha da Inconfidência é concedida a pessoas e entidades que, na avaliação do governo, contribuíram para o desenvolvimento de Minas e do Brasil. Trata-se da maior homenagem oferecida pelo Estado e conta com quatro graus: Grande Colar, Grande Medalha, Medalha de Honra e Medalha da Inconfidência.









Conivência com o que está errado no país não é patriotismo. Na melhor das hipóteses, é comodismo. Na pior, incompetência e cumplicidade. (Ricardo Amorim)