quinta-feira, 14 de agosto de 2014

COM MEDO DA CANDIDATURA DE MARINA, O PT VOLTA A COGITAR RETORNO DE LULA


TEMENDO MARINA, PT COGITA ‘VOLTA, LULA’ DE NOVO
"Fantasmas" teriam sido indicados pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Heinrich Aikawa/Instituto Lula)
Ex-presidente ainda pode ser candidato este ano. Foto: Heinrich Aikawa/Instituto Lula
A morte de Eduardo Campos, que comove o País, e sua eventual  substituição por Marina Silva na disputa presidencial, provocaram uma reunião informal da cúpula do PT, mostrando temor pela candidatura da ex-ministra. A avaliação inicial do PT aponta Marina como a principal beneficiária do legado de Campos, o que levaria risco real de derrota para Dilma, por isso a substituição dela por Lula voltou a ser cogitada.
Lulistas do PT avaliam que a comoção pela morte de Eduardo Campos colocaria Marina em condições até de vencer a eleição presidencial.
Além de favorecer eventual candidatura de Marina Silva, a morte de Eduardo Campos deve refletir nas campanhas do PSB a governador.
Segundo a Lei Eleitoral (art. 13, parágrafo 1º), o partido tem prazo de 10 dias para indicar o candidato substituto, no caso de falecimento.
Lula confia tão pouco no “taco” de Dilma que viajou a Brasília, nesta terça, para orientar sua entrevista no Jornal Nacional, afinal cancelada.