terça-feira, 12 de agosto de 2014

LULA CHAMA O SITE DE SEU PRÓPRIO INSTITUTO DE "BRASIL SEM MUDANÇA"(ATO FALHO OU PROPOSITAL PARA TROCAR A CANDIDATA?)

O DESGASTE DO PT: Lula e Dilma esboçaram um ar de enfado e preocupação em mais um evento montado dentro de quatro paredes, já que tanto o ex-presidente como a "presidenta", fogem das ruas como o diabo foge da cruz. Foto de Veja.
Em mais um evento de sua agenda de candidata, que a cada dia se torna mais extensa, a presidente Dilma Rousseff participou nesta terça-feira do lançamento do site "Brasil da Mudança", criado pelo Instituto Lula para defender a herança política do ex-presidente. A página é descrita como um espaço para divulgar "as grandes transformações vividas pelo país nos últimos doze anos".
Durante o evento, realizado em um centro de convenções de Brasília, a equipe de Dilma fez imagens que serão usadas na propaganda eleitoral na televisão. Cerca de duzentos militantes compareceram ao ato.
O portal – que, num ato falho, Lula chamou de "Brasil Sem Mudança"–, começou a ser desenvolvido no início do ano. Um dos principais focos do projeto é convencer os jovens de que o governo do PT foi positivo para o Brasil. Nos últimos meses, com a queda na popularidade do partido, Lula tem enfatizado a necessidade de que os petistas convençam os mais novos a aderir às causas do PT.
O ex-ministro Franklin Martins, que coordenou a elaboração do site, também atua na campanha de Dilma. A página tem categorias como "democracia" e "combate à corrupção" e terá versões em inglês e espanhol. 
No discurso que fez durante a cerimônia, Dilma recorreu a um artifício frequente nos últimos meses: somou números do governo Lula com o seu para tornar mais favorável a comparação com a gestão anterior do PSDB. Foi o que ela fez, por exemplo, ao dizer que ela e o antecessor construíram 1 milhão de cisternas. Mais uma vez, a presidente também disse que é preciso enfrentar "o derrotismo e o pessimismo".
Em seu pronunciamento, o ex-presidente Lula repetiu o tradicional discurso de hostilidade aos meios de comunicação. O site "Brasil da Mudança", disse ele, é "um exemplo de competição que nós queremos fazer com setores da imprensa". Do site da revista Veja