terça-feira, 26 de maio de 2015

DENGUE IMPORTADA DO CARIBE E AFRICA

Milhares de Haitianos, pagando  2.500,00 dólares, entraram  no Brasil,

fizeram base no Acre e dali foram trazidos para o Rio Grande do Sul e São

Paulo, fato amplamente mostrado na televisão, das condições sub humanas

e de imundície instaladas em galpões de apoio.

Em consequência disso, a Dengue espalhou-se por todo o Estado de

São Paulo e Centro Oeste Brasileiro.

No Rio Grande do Sul, milhares de Senegaleses e a Dengue instalou-

se no Noroeste do Estado.

Sabia-se que a Dengue era transmitida pelo Aedes Aegypti, ai

apareceu a tal Chicungunha, que pensava-se ser um nome indígena, mas

não, é de outro mosquito

Africano, Aedes albopictus, e que lá, que dizer “corpo curvado”, por fazer a

pessoa arquear-se de dor.

Então, pasmem, a mídia achou uma razão simples para a importação

dessa doença que está atingindo também milhares de Caribenhos, dizendo

que foram os Militares Brasileiros que a trouxeram do Haiti.

Sabe-se que a Força Expedicionária Brasileira que vai passear no

Haiti, fica de  treinamento por dois meses, e na volta, os soldados ficam uma

semana de quarentena, para evitar o tráfico de doenças.

É muito simples a mídia comprada colocar a culpa nos Militares e

esquecer-se de que é o próprio Governo quem está incentivando essa

emigração desordenada de Iranianos, Senegaleses, Angolanos,

Guatemaltecos, Hondurenhos, Venezuelanos,  Bolivianos, Haitianos  e

Cubanos, de desocupados, ativistas e milicianos, para engrossar o caldo das
Bolsas.


Campo Grande -MS. Fonte. Jornal O Consumidor, nº 245 – 2ª quinzena de

maio.