sábado, 2 de maio de 2015

Mais um golpe do Foro de São Paulo em ação Chile é a próxima vítima: Chile terá nova Constituição. Declara Bachelet



Constituição substituirá a atual, que ainda contém resquícios da época da ditadura militar no Chile.


A presidente do Chile, Michelle Bachelet, anunciou na noite dessa terça-feira (28) um plano de medidas anticorrupção para a política e os negócios, que inclui a elaboração de uma nova Constituição através de uma nova constituinte.
Em mensagem transmitida na emissora nacional de rádio e televisão, Michelle anunciou uma profunda reforma legal para acabar com "as irregularidades, a corrupção e a falta de ética" evidenciadas em recentes escândalos de corrupção em campanhas políticas.
"É grave porque deteriora nossa democracia e cria abusos, privilégios e desigualdade", disse a presidenta, reconhecendo que "os chilenos e chilenas estão incomodados" com esta situação.
O plano inclui medidas administrativas e reformas legais que serão enviadas de forma urgente no Parlamento.
Michelle anunciou também que em setembro será iniciado um processo aberto aos cidadãos para aprovar uma nova Constituição que substitua a atual, que ainda contém resquícios da época da ditadura militar no Chile.
Em setembro, o mês de Chile, se iniciará a abertura de um Processo Constituinte públicoatravés dediálogos, debates, consultas e conselhos, o qual deve levar à Nova Carta Fundamental, plenamentedemocrática e cívica, que todos nós merecemos“, disse durante seu discurso.
É mais um golpe do Foro de São Paulo para fazer Bachelet perpertuar-se no poder. Veja a notícia completa, em espanhol, aqui.