quarta-feira, 20 de maio de 2015

No caminho do caos


por Carlos Senna Jr

Cinco mil anos antes de Cristo, no Egito, o homem começou a viver em uma sociedade organizada, padrões começavam a serem definidos, mas a principal Lei, era a do mais forte, com o passar do tempo, mil anos antes de Cristo, na busca por civilidade na Grécia surgiu a democracia, e com ela a manipulação popular. Hoje vivemos no Brasil a transformação pelo caos, ou seja, a destruição de valores, para a imposição de outros valores, através da manipulação do povo. 

Porque ter o caos? 
80% da população brasileira é contra o neo comunismo, ou bolivarianismo como Hugo Chaves batizou. Sem o caos a minoria não tem como enganar as pessoas, e conseguir implantar este sistema de governo. 

O que é o bolivarianismo?
Ao fazer a conversão da democracia em um regime onde na política o sistema fosse comunista, e na economia o sistema fosse capitalista, Hugo Chaves lançou essas ideias como sendo de Simon Bolivar, responsável pela independência da Venezuela. Então no bolivarianismo o grupo de Hugo Chaves fica eternamente no poder com o povo trabalhando para o engrandecimento da pátria, como consta na teoria do socialismo.

Porque o socialismo não funciona na pratica?
Porque quem está no poder, quer seus subordinados fazendo o que ele acha certo, e se torna um ditador, as ideias de todos sócios pela pátria, muda na realidade do povo pobre trabalhando duro para deixar os seus políticos ricos. Nos Países onde se adotou o comunismo, quem chegou ao poder acabou matando os outros para ficar absoluto. Na União Soviética após a derrubada do Czar, os pensadores do socialismo foram mortos por Stalin, que governou com mão de ferro. Em Cuba após a derrubada do governo, Fidel foi impedido de assumir, então ele foi para a praça, e com apoio do povo recebeu o poder de volta de seus antigos generais, e Guevara se encarregou de elimina-los. Ter o povo reunido por uma liderança, influenciou o nosso Presidente Jânio Quadros que durante um porre foi convencido a renunciar para voltar pelos braços do povo. Atualmente no Brasil a esquerda sonha em tumultuar a nossa frágil democracia e implantar este sistema de governo, mas a concentração de poder vai gerar uma briga, afinal quem não quer ser o grande beneficiado da labuta do povo.
Mas na China é assim, e lá deu certo?
Deu certo porque os chineses não cometeram os erros dos outros Países comunistas, eles preservaram a família, respeitam a sabedoria dos mais velhos, e principalmente quem rouba a pátria é fuzilado. Seu trabalhador é disciplinado, trabalha 10 horas por dia, 364 dias por ano, e tira 15 dias de férias de 3 em 3 anos. Desde seus primórdios que as pessoas comem insetos e, na falta de produção de alimentos, ou quebra de safra, o povo tem esta alternativa para comer. Eles também mantiveram os ensinamentos de Confúcio, que 500 anos antes de Cristo, pregou a resignação pelo destino de cada um.
Ao abrir as portas para o empreendedorismo, e oferecer uma mão de obra barata, e ávida por trabalhar, a China atraiu a indústria mundial, cresceu e levou as outras nações ao desemprego, gerando a crise mundial. Não houve a quebra por falhas no neo liberalismo, apenas o emprego mudou de País.

Na U.R.S.S. o erro foi o da destruição da família, aos 7 anos o jovem ia para uma instituição do governo onde era determinado a sua futura profissão, e se depois ele se achar com outra capacidade de trabalho, tinha de continuar, em nome da pátria, a ser o que o governo queria. Daí o desinteresse, os trabalhadores bêbados, o individuo se perdeu na falta de origens, de metas, e de fé, sem crescer no individualismo. Sem a força do fator humano as indústrias não produziam direito, a agricultura coletiva não tinha como alimentar o País, e sem um trabalhador feliz houve a decadência do comunismo, no leste europeu.

Na Venezuela a implantação do bolivarianismo continua, falta de tudo no 4º produtor de petróleo do mundo, seu trabalhador não está feliz, e a ditadura se mantem pela força da fraude eleitoral, aniquilação da oposição, em um domínio total sobre o País.

Em Cuba como não se conseguiu destruir os laços familiares, existe resistência até hoje ao regime dos Castros. E como americano quer as tropas de Cuba longe do terrorismo, o mundo deve ajudar a ilha a tentar ser uma nova China. E no colapso industrial que vivemos, nossos empresários estão sendo convidados para investirem em Cuba, lá eles vão crescer, e o caos vai aumentar no Brasil, quando nossas indústrias se transferirem de País, com nossos empregos indo embora. A culpa será do falido Neo Liberalismo, da crise mundial, e nunca da ideia de se ter uma América do Sul comunista, ou do favorecimento a nações totalitaristas que o nosso governo vem praticando. Quando a Transparência Brasil vai mostrar os empréstimos do BNDES para outros Países?
Vivemos o caos, querem liberar as drogas, sob alegação de se forem controladas pelo governo o crime acaba, na realidade o que vai acabar é a punição ao traficante, já que como não conseguimos impedir a corrupção, como esperar que o governo tenha um controle sério sobre a venda de drogas, e a cada dia as drogas serão um fator de destruição da família.

Querem aprovar uma Lei onde ao invés de sexo passemos a falar gênero, assim quem é do sexo masculino pode ter o gênero feminino, ou vice versa. E mudar o conceito familiar, onde qualquer união é uma família, sem o vinculo familiar esperam determinar o futuro de cada um de nossos filhos, ou melhor dos filhos da pátria. Aos invés do amor aos pais teremos o orgulho ao País. E ainda vão retirar o nome de Pai e Mãe das futuras certidões de nascimento, não trabalharemos para deixar algo para os filhos, ou lhes oferecer um futuro melhor, mas para gerar a riqueza da pátria, e de seus políticos.
Destruir a família não vai beneficiar o grupo LGBT que compõem cerca de 5% da população brasileira. Este é outro caos, estimulam em nome de direitos, e fim do preconceito, conquistas para este grupo, mas como aconteceu em outros países onde o comunismo foi adotado, depois da implantação do bolivarianismo vão perseguir a todos, já que perante a nossa Lei atual eles tem todos os direitos, mas são portadores de distúrbios mentais, e isso eles não falam em mudar.

Se não conseguirem pelo convencimento a mudança será pela força, para isso é preciso desmilitarizar a nossa polícia, que está acostumada a usar armas de guerra no combate ao tráfico, e pode se tornar uma força de resistência. Por isso a impunidade aumenta nas nossas Leis, os direitos humanos só protegem os criminosos, e são contra a diminuição da maioridade penal, que muitos querem para tirar os jovens dos arrastões e da pilhagem que vem acontecendo em nossas cidades. Se quisessem mesmo fazer algo pelos jovens, se realmente acreditam na mudança pela educação, obrigavam os jovens infratores, a antes de voltarem as ruas, a se formar dentro das casas de correções. Se acreditassem na segunda chance, depois de 13 anos de poder, transformariam as casas de detenção de menores, de fábrica de marginais, para formadoras de profissionais. Dar educação para o povo é obrigação do governo. Falam muito na educação, mas escondem a vergonha, de se ter no Estado do Rio de Janeiro, as salas de aula interseriais, onde duas séries diferentes estudam ao mesmo tempo, na mesma sala, e com o mesmo professor. A educação no Brasil seria modelo com o lucro do Pré sal, como faliram com a Petrobras, e a exploração de nosso petróleo será feita por empresas estrangeiras, continuaremos a ser uma pátria com educação só na propaganda. Sem polícia, e na falta de formação profissional do povo, eles vão criar grupos paramilitares, que vão supostamente proteger a população, mas o objetivo principal será intimidar qualquer oposição ao novo regime. Em caso de tomada do poder pela força, serão os traficantes, e os menores infratores, que irão para as ruas criarem tumultos para distrair a polícia, enquanto os guerrilheiros que estão sendo treinados no interior tentam tomar nossos aeroportos.

Hoje 87% da população é a favor da redução da maioridade penal.
A Petrobrás também faz parte do caos, nossa maior empresa foi saqueada, e agora anunciam a volta por cima alegando que ela voltou a dar lucro. Se somarmos o empréstimo bilionário da China, com o que foi apurado na venda de concessões para exploração do Pré sal, sem ter pago os salários atrasados de 20 mil trabalhadores demitidos, sem ter reativado os empreendimentos parados, e principalmente sem aditivos, e sem corrupção uma vez que os investimentos superfaturados estão parados por causa da operação lava jato é obvio que no balanço se tem lucro. Na verdade tudo é mais uma pedalada fiscal para ir empurrando os problemas com a barriga, e se sustentar no poder. 
A energia é outro ponto de caos, o governo teve uma vitória ao convencer nossos empresários a usarem gerador em vez de adotar a energia fotovoltaica (solar). Hoje Shoppings, Indústrias, e até lojas de porte médio estão funcionando com gerador, e assim o governo está evitando falar que a crise hídrica nos leva para o racionamento. Quem optou pelo gerador, quando a crise passar volta a depender da energia do governo, se tivesse optado pela fotovoltaica, depois da crise continuariam a ter uma fonte de energia de baixíssimo custo. E mesmo assim nem tudo são flores, na semana passada uma fábrica localizada no Rio de Janeiro, e que é uma das poucas a ter seu produto exportado, durante uma visita de compradores do exterior, teve uma quebra no gerador, a indústria ficou mais de 4 horas sem energia, parada esperando o conserto, e 8 mil unidades de seu produto se estragaram. Ganhou pontos com os compradores ao se desfazer do material deteriorado, uma vez que não tinha energia elétrica fornecida pela concessionária para voltar a operar. 

E sem noticiar estes fatos, a grande mídia, acompanha o caos no Congresso, onde estamos votando as medidas ditas neo liberais do governo do PT. Na verdade o grande beneficiado por estas medidas é o governo, nenhum empresário é beneficiado com a redução no seguro desemprego, ou com o fim de pensões para jovens viúvas. É o governo que está tirando os benefícios que oferecia aos trabalhadores. Já a PL 4330 serve para que o governo faça uma média com os trabalhadores, se colocando contra sua aprovação, e sonhando que ela passe no congresso. Quem mais usa a terceirização é o governo, e com esta PL, o contratante do serviço terceirizado vai deixar de ser responsável pelo pagamento dos empregados, caso as contratadas não o façam. A esquerda gritou que é o fim da CLT, mas se você for contratar uma empresa de Engenharia, de Contabilidade, ou até de Advocacia, e ver que ela se utiliza de engenheiros, contadores, e advogados terceirizados, você não a contrata, e faz um acordo direto com a empresa terceirizada, e baixa seu custo. A terceirização não interessa para o comercio, imaginem uma loja onde as caixas sejam terceirizadas, ou a gerencia, como vão estimular o bom atendimento, já que os empregados são escolhidos por outras empresas. Na indústria também não, se terceirizar seu departamento de marketing, ou os empregados da linha de produção, e a concorrente vender mais por poder cobrar as estratégias de marketing de um departamento próprio, e ter um produto é melhor porque cuida diretamente da produção, ou ter um preço competitivo porque os custos diretos são menores, mas as empreiteiras, e o governo tem grandes interesses nesta PL.

O que é uma empreiteira?
Durante o regime militar algumas destas empreiteiras eram grandes empresas de Engenharia, e ajudaram na construção de diversos projetos. Hoje são empresas que empreitam qualquer tipo de serviço para o governo. Da coleta de lixo, em diversas prefeituras, no fornecimento de alimentação, na limpeza, e até na exploração de petróleo. Tudo isso foi aumentando com o tempo de regime civil que se instalou no País depois da Abertura, agora o que mais ajudou na expansão deste tipo de serviços foi a PPP criada no governo Lula. Elas se unem em consórcios e empreitam as grandes obras, como exemplo a construção da Arena Maracanã, onde o consórcio vencedor, terceirizou a obra, e deixava de pagar os terceirizados, que por sua vez deixavam de pagar os operários, que ao reclamarem, as empreiteiras conseguiam um aditivo, e foi assim até o custo final da obra ser 3 vezes maior que a previsão inicial. Para a Olimpíada tudo está acontecendo de novo, esta semana temos greve de operários.
Qualquer ser inteligente percebe que se você contrata uma empreiteira, e ela contrata pequenas empresas para cada uma delas ser responsável por um trecho deste serviço, e como todos tem de ter lucro, ficaria muito mais barato se o governo contratasse as pequenas empresas diretamente, já que sumiria a figura da empreiteira, que para ter o serviço estimula a corrupção. 

Na China o País tem um grupo de trabalhadores da construção civil contratados permanentemente para fazer as obras que a nação precisa, assim fizeram as Olimpíadas, os trens bala, os novos conjuntos habitacionais, escolas, hospitais, enfim sem empreiteiras, sem aditivos, sem licitações, e sem corrupção, a coisa anda a passos largos, e o País só cresce. No Brasil, no tempo do regime militar, muitas prefeituras tinham uma equipe própria para reformas em escolas, nos buracos das ruas, no posto de saúde, e etc., com a abertura política é que além de se aumentar o número de políticos com a criação de novos Estados, e Municípios, veio o estimulo a iniciativa privada, com todos os serviços passando a ser feitos por empreiteiras, e com isso tudo tem de ser licitado, e aditivado.
As empreiteiras só apoiam a troca para o bolivarianismo para que tudo continue igual, e o caos continua na divisão das esquerdas, um grupo quer assim, o outro quer o comunismo também na economia, e no meio de tanta ideologia está nosso sofrido povo, cansado de ser enganado pelos políticos. Para nivelar as coisas o governo quer provar que todos são corruptos, e que ele deve continuar no poder, se auto denominando o melhor deles todos, mas já prometeu tanta coisa em campanha política, sem cumprir, que está difícil a população acreditar. Se na próxima eleição o povo votar em outro partido, mesmo com o PT chamando a todos de ladrão, quem entra rouba menos que o PT, e assim o País vai poder sair desta lama.

Para mudar o sistema de governo sem ser pela força, e aumentar o caos, eles colocaram nas ruas uma campanha de reforma eleitoral, com o apoio da ala esquerda da CNBB, e das igrejas evangélicas, do MCCE, da OAB, e dos sindicatos que mentem a todos dizendo que os trabalhadores irão ter mais direitos, onde só se fala no fim de doações para campanhas eleitorais, feito por empresas, mas escondem do povo a lista fechada, e outras modificações que vão nos levar direto para o bolivarianismo, onde o direito do trabalhador é trabalhar pela pátria.
Em 2016 teremos eleições novamente se o povo fosse realmente ouvido, e o voto impresso estiver aprovado, sem a fraude eleitoral, veremos o fim de um partido político, que sempre se disse perseguido pelo regime militar, e no poder fez muito pior que os outros governos, já que exageraram na corrupção, faliram o Brasil, e também prendem sem dó, os que consideram inimigos. 
Apesar de muitos dizerem que a culpa é da burguesia, e que não querem pagar a conta, lembro que o dinheiro do governo vem de todos nós, já que o governo não cria dinheiro, ele usa o resultado do pagamento de impostos. De cada 5 reais arrecadados somente 1 volta para o povo, se o governo fosse menos corrupto, e conseguisse que 2, 3, ou até 4 reais, voltasse para o povo, não seria preciso aumentar impostos, ou cortar benefícios, mas como a boquinha é boa, o mais fácil é aumentar impostos, suprimir direitos, e mudar o sistema de governo pregando o ódio a classe média alta.

Carlos Senna Jr MTE JP 32447/RJ
carlossennajr@yahoo.com.br