terça-feira, 30 de junho de 2015

As entrelinhas dizem tudo, sobre o que vem por ai:Confira o caderno com as resoluções aprovadas no 5º Congresso do PT

Resumindo o as tais resoluções aprovadas no Congresso de Criminosos é o seguinte, eles roubam e a culpa é do capital, eles desviam verbas e a culpa é do capital internacional, eles mnaquiam a economia e a culpa é do sistema capitalista, eles fraudam com corruPTos e a culpa é do neoliberalismo, e da economia, e não deles.

ATENÇÃO BANQUEIROS, INDUSTRIAIS E OUTROS IDIOTAS ÚTEIS SERÃO RESPONSABILIZADOS PELO PIOR QUE ESTA POR VIR JÁ QUE AJUDARAM A ELEGER O LIXO COMUNISTA,SOCIALISTA,  NÃO ADIANTA FUGIREM PARA MIAMI OS COMUNAS IRÃO TAXAR AS GRANDES FORTUNAS E A CLASSE MÉDIA TERÁ  SUA POUPANÇA  SAQUEADA PARA MANTER OS COMUNISTAS NO PODER,O POVO SOFRENDO MAIS AINDA COM AUMENTOS DE IMPOSTOS E TARIFAS PÚBLICAS, CONTROLE DAS REDES SOCIAIS, IMPRENSA E OUTRAS MÍDIAS, ALÉM DE PERPETUAREM SE O PODER NO BRASIL E AL,BEM COMO A UNIÃO DO TEM DE PIOR DITADURAS SOCIALISTAS TAIS COMO RUSSIA, CHINA, CORÉIA DO NORTE, CUBA, VENEZUELA FAZENDO VISTAS GROSSAS AS VIOLAÇÕES QUE ACONTECEM NESSES PAÍS.


"O mundo vive sob as condições geradas pela crise do capitalismo

irrompida em 2008, a mais grave e prolongada desde o colapso de 1929. 3. Um tsunami devastou o sistema internacional de crédito, reduziu os fluxos comerciais entre as nações, expôs a contradição entre a crescente capacidade produtiva e a diminuição relativa da renda dos povos e desnudou os laços de dominação das grandes potências sobre os países emergentes e em desenvolvimento. 4. A resposta hegemônica dos países capitalistas dominantes vem aguçando o conflito que opõe os interesses dos trabalhadores e dos países dependentes contra os objetivos imperialistas, neoliberais e das grandes corporações internacionais. 5. O repertório neoliberal frente à crise, rebatizado de austeridade fiscal, tem entre seus principais ingredientes a redução de salários e direitos, o corte dos gastos públicos, a salvaguarda estatal dos bancos privados, o protecionismo comercial e a imposição de novas medidas para a integração subordinada das nações emergentes à ordem econômica mundial. 6. Ao lado da China e da Rússia, e mais recentemente o governo grego, a América Latina tem se constituído em uma das principais frentes de resistência a essa estratégia, pela via autônoma que a região busca construir desde a eleição dos presidentes Hugo Chávez e Luiz Inácio Lula da Silva, na virada do século, seguida de triunfos eleitorais progressistas em outros países importantes. 7. A região latino-americana e caribenha trata de consolidar um modelo de desenvolvimento cujo eixo principal é a criação de amplos mercados nacionais de massa, impulsionados por políticas de distribuição de renda, fortalecimento do mercado de trabalho, soberania sobre as riquezas naturais e fortalecimento do poder público. 8. Apesar das distintas realidades locais e dos diferentes caminhos para a implementação de mudanças, a América Latina tem se empenhado em intensificar a integração regional, construindo instituições políticas, comerciais e financeiras que consolidem um projeto sustentavelmente autônomo, como servem de exemplo o Mercosul, a UNASUL, a CELAC."

Confira o caderno com as resoluções aprovadas no 5º Congresso

Evento aconteceu durante os dias 11 e 13 de junho, em Salvador (BA)


O Partido dos Trabalhadores divulgou, nesta terça-feira (30), um caderno com todas as resoluções aprovadas durante o 5º Congresso Nacional da legenda, que aconteceu entre os dias 11 e 13 de junho, em Salvador. O documento também disponibiliza, na íntegra, a Carta de Salvador.
“Nesta conjuntura, na qual a campanha de cerco e aniquilamento do nosso projeto tenta se aprofundar, o PT realizou seu vitorioso Congresso e demonstra-se cada vez mais vivo. Cada vez mais forte!”, avaliam o secretário de Comunicação do PT, José Américo Dias, e o vice-presidente da legenda e coordenador das redes sociais, Alberto Cantalice.
Confira o documento.

























fonte: http://www.pt.org.br/confira-o-caderno-com-todas-as-resolucoes-aprovadas-no-5o-congresso/