sexta-feira, 19 de junho de 2015

Relatório da ONU diz que Porto Mariel integra rota que leva armas à Coreia do Norte

Porto ficou conhecido no Brasil pela polêmica gerada em torno dos empréstimos feitos pelo governo brasileiro para sua construção

Agência Brasil

Dilma e Raúl Castro, na inauguração do Porto Mariel



Um relatório de um painel de especialistas da ONUdatado no início de março deste ano afirma que o Porto Mariel, de Cuba, integra uma rota internacional que tem como fim levar suprimentos bélicos para a Coreia do Norte. O documento faz parte de uma investigação realizada pelo organismo depois que um navio que ia de Cuba à Coreia do Norte supostamente com açúcar foi apreendido no Panamá com armas e componentes bélicos em junho de 2013.
O documento afirma que o painel de especialistas confirmou que a rota do navio incluía, além do Porto Mariel, o Puerto Padre, também em Cuba, e o Porto de Vostochny, na Rússia, onde foi reabastecido.
O relatório afirma que no navio foram encontrados componentes de mísseis, peças para radares e aparelhos para veículos de comando. Segundo o documento, esse tipo de transação é vetado pelaresolução 1874 da ONU.
- PUBLICIDADE -
O Porto Mariel foi inaugurado em janeiro deste ano, com a presença da presidente Dilma Roussef. O porto foi financiado pelo BNDES e é o terceiro maior da América Latina. Para o governo brasileiro, o investimento foi uma aposta no comércio com a América Central e em uma rota “interoceânica” entre o Atlântico e o Pacífico.

fonte: http://www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/relatorio-da-onu-diz-que-porto-mariel-integra-rota-que-leva-armas-a-coreia-do-norte/86873/