terça-feira, 29 de julho de 2014

DITADURA COMUNISTA DO PT -BRASIL SOB CENSURA -TSE pratica crime de censura ordenando que consultoria tire do ar anúncio do estudo “O fim do Brasil





Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net

O Tribunal Superior Eleitoral praticou o inconstitucional e imperdoável crime de censura ao ordenar a retirada do ar, na internet, de um estudo que, equivocadamente, foi denunciado pelos petistas como sendo uma propaganda favorável ao presidenciável Aécio Neves (PSDB) e, por conseguinte, contrária a Dilma Rousseff.  O ministro Admar Gonzaga julgou contra a Lei Maior ao tomar a decisão, em caráter liminar, de censurar o texto escrito pelo economista Felipe Miranda, da empresa Empiricus Consultoria e Negócios, com o título “O Fim do Brasil”. O caso Santander pode render algo parecido...

O ministro do TSE também atingiu o Google, determinando que retire imediatamente os anúncios da Empiricus Research. A mesma decisão determina que a empresa se abstenha de anunciar novamente conteúdos com referências positivas ou negativas aos candidatos destas eleições. Na prática, com tal proibição, o ministro Admar praticou a mais abjeta censura prévia. Mais curioso e risível ainda é que a coligação de Aécio Neves será notificada para que apresente defesa sobre um texto sobre o qual, aparentemente, não tem responsabilidade. Certamente, o magistrado não teve tempo de ler a íntegra do estudo da Empiricus.

A petralhada ficou aloprada com o texto de Felipe Miranda por um motivo muito simples. O economista comprovou, com números e gráficos, como a gestão petista de Lula e Dilma, mas também o segundo governo de FHC, detonaram as bases do Plano Real, a partir do abandono da âncora cambial, com a adoção do tripé câmbio flutuante, metas de superávit primário e sistema de metas da inflação. Miranda, em seu estudo, comprovou a incompetência reinante na gestão da política econômica petista:

“Em resposta à crise de 2008, o Governo brasileiro abandonou o clássico tripé macroeconômico e adotou a chamada nova matriz econômica. Entre as medidas mais emblemáticas da nova política econômica, destaco: Aumento dos gastos públicos; Maior intervenção do Estado na Economia; Leniência no combate à inflação; Incremento da participação do BNDES, com estímulo à criação e ao fortalecimento de gigantes nacionais; Controle de preços; Atuações pesadas e frequentes no mercado de câmbio; Novo marco regulatório do setor petróleo e publicação da MP 579 (aquela do setor elétrico; Criatividade na contabilidade nacional; e Concessões mal feitas, fixando-se simultaneamente taxa de retorno e qualidade – é, óbvio, numa bivalência inatingível”.

Os petistas e petralhas não toleram a verdade sobre seu fracasso gerencial. Mesmo assim, conseguiram induzir o TSE ao erro, levando um ministro a cometer, em caráter liminar, o hediondo crime de censura. A Empiricus Consultoria e Negócios não faz qualquer anúncio contra Dilma. O que a empresa vende é a assinatura anual de um pacote de estudos, no valor de R$ 238,80 (que pode ser pago em 12 parcelas mensais de R$ 19,90 ou, se for quitado à vista, sai por apenas R$ 191,04).

Pelo visto, o que deixou o governo nervoso foi o conteúdo da série “Criando a Riqueza – O Fim do Brasil”, produzido por Felipe Miranda, que tem como sócio Rodolfo Amstalden (vide quadro abaixo)


Retaliação bancária

O Banco Central fará uma devassa nos negócios do Banco Santander.

Os alvos serão grandes clientes do banco – cujo consultor ousou escrever contra o governo.

O banco “espanhol” sofrerá auditorias nas suas principais carteiras.

O que o Dilma deveria tomar cuidado é que a Oligarquia Financeira Transnacional, da qual o Santander faz parte, não perdoa tamanha retaliação, sem gerar maiores prejuízos aos seus detratores...

Bronca com o Santander

Dilma Rousseff avisou ontem que estuda as providencias a tomar contra o Santander, por causa do estudo que associa sua reeleição a riscos econômicos para o Brasil e para os investidores:

“Sempre que especularam não se deram bem. Acho inadmissível um país que está entre as maiores economias aceitar qualquer interferência. A pessoa que escreveu a mensagem (do Santander) fez isso sim e isso é lamentável é inadmissível para qualquer candidato”.

A vermelha Dilma lançou sua ira contra o Touro Vermelho espanhol – na verdade um banco controlado pelo grande capital britânico – durante sabatina realizada pelo jornal “Folha de São Paulo”, portal UOL, SBT e pela rádio Jovem Pan.

Conveniência

Reportagem de O Globo denuncia que a Presidenta Dilma Rousseff embroma para cuidar da regulamentação da Lei 12.846/2013, que passou a responsabilizar pessoas jurídicas por atos de corrupção.

“Segundo o ministro da CGU, Jorge Hage, o decreto, pronto há alguns meses, está na Casa Civil para avaliação; para passar a valer, depende da assinatura da presidente Dilma Rousseff. O Secretário-executivo da CGU, Carlos Higino Ribeiro de Alencar diz que o governo decidiu não levar o debate adiante por enquanto por causa do período eleitoral”.

Ou seja, combater a corrupção não é uma prioridade para Dilma Rousseff...
Perda Total

O imperdoável mundo da internet dá a maior gozada na estratégia de marketing petista de tentar esconder o desgastado nome do partido das peças de propaganda eleitoral:

“Brasileiros e brasileiras, após reunião com a cú pula dos nossos marketeiros, decidimos tirar o nome do PT de nossos anúncios e dos folders, pois segundo eles as pessoas mais simples, sem escolaridade e carentes estavam confundindo PT, o nome do nosso partido, com PT um advérbio conjuntivo pronominal muito utilizado nas seguradoras de automóveis quando estes colidem e não há mais recuperação, então decidimos juntos com os companheiros, inclusive nosso líder, o Zé achou ótima a ideia, portanto não estranhem e se acostumem com nosso marketing”.

Despesa miúda...


Medo do Sauer?

O Professor Doutor Ildo Sauer, da USP, há muito é reconhecido como um dos mais categóricos denunciantes de desmandos no setor energético, acusando diretamente Dilma Rousseff de atos que demandariam investigações do Ministério Público e da Polícia Federal.

Em manobra de bastidores feita por Luiz Inácio da Silva (o Presidentro eterno) e Luis Inácio Adams (Advogado Geral da União), o Tribunal de Contas da União (TCU) isentou Dilma e responsabilizou Sauer e demais ex-diretores da Petrobras por prejuízos causados pela compra da refinaria de Pasadena, no que ficou conhecido como o imbróglio das cláusulas “put option” e “marlim”.

Como Sauer foi diretor da área de gás da Petrobras, além de conhecer o processo decisório dentro da empresa, conhece muito bem o caso Gemini – amplamente denunciado pelo engenheiro João Vinhosa, há vários anos.

Por isso, João Vinhosa formula a pergunta que a “oposição” deve fazer a Ildo Sauer: “Ao aprovar, em outubro de 2004, a participação da Petrobras na Gemini, o Conselho Diretor da Petrobras, do qual o Senhor era integrante, tinha conhecimento do fraudulento Acordo de Quotista firmado em 29 de janeiro de 2004, nove meses antes da aprovação do Conselho?”

Ponto final

Debates que nunca chegam a conclusão alguma, por causa da polaridade fanática-ideológica-religiosa, enchem o e se tornam inúteis, na prática.

Por isso, o Alerta Total não mais publicará detalhes sórdidos e opiniões radicalóides sobre o que já chamamos de “Batalha de Hitarareh”, entre as chancelarias brasileira e israelense.

O fato objetivo e lamentável é: “O atual governo de Israel e o Hamás estão reproduzindo as maiores barbáries da 2ª. guerra mundial - como bem lembrou Mtnos Calil, do Instituto Mãos Limpas, por e-mail.

Em resumo: os dois lados estão errados, e não dá para ficar a favor de nenhum deles, quando a guerra sem fim detona vidas humanas.

Conceito correto

Frase que o leitor Ivo Wenclaski, do Rio Grande do Sul, viu estampada no vidro de um automóvel:

"Chega de candidato socialista distribuidor de miséria, eu quero um candidato capitalista que saiba enriquecer o povo."

Mar de...