terça-feira, 22 de julho de 2014

O comunismo não existe mais? Então tá, Entenda como os comunistas enganaram todo o Ocidente para implantar o Comunismo Mundial da Nova Ordem Mundial

O ATAQUE BRUTAL DO SOCIALISMO DO SÉCULO XXI CONTRA A CIVILIZAÇÃO OCIDENTAL, SUAS ORIGENS E ESTRATÉGIAS.


Esses dois vídeos postados no Youtube contribuem para esclarecer muitas coisas desde a criação e fundação por Lula e Fidel Castro da organização esquerdista transnacional Foro de São Paulo em 1990; a eleição de Barack Obama nos Estados Unidos, passando pela dominância de governos esquerdistas em praticamente toda a América Latina; a leniência dos Estados Unidos ante à bárbarie que vem sendo cometida pelo chavismo bolivariano na Venezuela; a inversão de valores verificada agora mesmo quando Israel se defende do ataque dos terroristas árabes radicados em Gaza e passa a ser rotulado como algoz; o brutal assassinato de quase 300 pessoas perpetrado pela derrubaba do avião na conflagrada Criméia; a transformação da União Européia e a ONU em aparelhos esquerdistas, ou ainda a recriação dos “sovietes” de Lenin pelo PT no Brasil e outras questões correlatas no âmbito internacional de difícil entendimento pela maioria das pessoas.
Ao mesmo tempo, torna-se incompreensível revoltas e manifestações aparentemente difusas e espontâneas em diversos pontos do planeta ou ainda gigantescas manifestações e paradas gay que não correspondem em termos numéricos ao total de gays e transgêneros no mundo. Ao mesmo tempo torna-se também incompreensível a campanha pela liberação das drogas enquanto a minoria de consumidores de cigarros de tabaco é patrulhada constantemente, embora o tabaco não altere o comportamento de seus usuários. Em contrapartida se sabe que todas as drogas pesadas como o crack, a cocaína ou mesmo a suposta inofensiva maconha, transtornam a mente de seus usuários. 
Se os leitores prestarem bem a atenção, cada vez que ligam a a televisão, o rádio, abrem um jornal ou revista ou navegam pela internet encontrarão em destaque eventos que, por sua natureza, não têm a importância que a grande mídia lhes confere. Inclui-se aí, por exemplo, matérias sobre uma suposta hecatombe em decorrência do aquecimento global e, em outra ponta, reportagens que pelo conteúdo não mereceriam de jeito nenhum o destaque que ocupam nos veículos de mídia. Note-se, por exemplo, a exaltação ao hedonismo sobre todas as formas, que se expressam nas matérias sobre gastronomia. No alto dos sites de notícias e nas páginas principais dos jornais e revistas estão receitas gastronômicas e um turbilhão de ilustrações, que antes apareciam em páginas especializadas. Numa outra ponta, os fatos de ficção escandalosos das novelas viram manchetes.
A discussão e o debate sobre os temas essenciais cada vez mais tornam-se periféricos, quando tais assuntos não são simplesmente escamoteados.
Os vídeos acima respondem a todas essas perplexidades e indagações. Reúnem uma série de revelações que são desconhecidas pelas quase totalidade do grande público nacional e internacional. Tal ignorância em relação às origens dessa verdadeira engenharia social em curso não se circunscreve à camada menos letrada da população em nível nacional e internacional. Pela via da lavagem cerebral operada pelas escolas e universidades, muitas gerações já tiveram seus cérebros abduzidos, fato que os cega completamente em relação ao que está de fato ocorrendo: a destruição em larga escala dos valores que fundamentam a civilização ocidental, que são a democracia e a liberdade que por sua vez estão ancoradas nas crenças judaicas e cristãs. Por isso qualquer viéis de tradição e civilidade é desprezado.
Tanto é que programas como estes contidos nos documentários do vídeos acima jamais serão passados nas redes de televisão ou nas escolas e universidades. Para entender o que está acontecendo no Brasil e em todo o planeta, é preciso saber, pelo menos, tres coisas fundamentais: o que é a Escola de Frankfurt, quais são as ideias do marxista italiano Antonio Gramsci e quem foi Saul Alinky. Não é só isso, claro. Mas a compreensão sobre isso já é um bom começo.
E para concluir: os vídeos acima ajudam também a explicar as tais manifestações que vêm ocorrendo no Brasil desde o ano passado. Como já afirmei logo de saída aqui no blog no ano passado, todas essas manifestações são organizadas e financiadas pelo Foro de São Paulo, por meio do governo do PT, que também utiliza terceirizados como o PSOL, PCdoB, PSTU e demais partidos esquerdistas. Tudo isso faz parte do movimento comunista internacional e seu projeto de global de poder total e irrestrito.
Costumo afirmar que a partir da dissolução da ex-URSS e a queda do Muro do Berlim, ao contrário do que pensa a maioria, não foi o fim do comunismo, mas o seu recomeço triunfante quando passou a agir de acordo com as ideias gestadas pelos psicopatas da Escola de Frankfurt e aquelas contidas nos manuais de Antonio Gramsci. Sobre Gramsci, recomendo aos leitores que leiam este texto de Olavo de Carvalho. E lá no site de Olavo terão uma verdadeira biblioteca gratuita contendo excelentes artigos, ensaios, vídeos, entrevistas. Aliás Olavo de Carvalho é um especialista de excelência no tema deste pequeno artigo que acabei de postar. A ele devo boa parte de tudo o que tenho aprendido sobre estes assuntos que acabei de abordar de forma muito sintética. 
O  comunismo não existe mais? Então tá.