sábado, 26 de julho de 2014

LIVRO-BOMBA REVELA HIPOCRISIA E TRAIÇÃO NA MORTE DE CHÁVEZ E AFIRMA QUE O CADÁVER DO CAUDILHO NÃO ESTÁ EM SEU TÚMULO NA VENEZUELA

Acima o livro-bomba sobre a misteriosa morte de Chávez. Na sequência, fotomontagem que circula pela internet mostrando o caudilho no caixão, Dilma acompanhada de Lula e da filha de Chávez derrama lágrimas sobre o suposto corpo do caudilho, já que foi aventado na época que seria apenas um boneco de cera. E aqui, Maduro e Raúl Castro, não escondem o cinismo em suas faces. 
Onde está enterrado Hugo Chávez? Porque ocultaram o diagnóstico real, a evolução da enfermidade e a morte do caudilho?
A partir dessas perguntas que não querem calar, o escritor Pablo Medina, um político e ex-parlamentar venezuelano, procura desvendar as mentiras, desinformação e segredos montados pelos governos da Venezuela e de Cuba que sustentam uma grande farsa destinada a impor um “Cavalo de Tróia” 'colombo-cubano' na presidência da Venezuela. Tudo isso veio a público agora no livro intitulado O Grande Engano - Hipocrisia e Traição na Morte de Chávez, em sua primeira edição em espanhol.
Nessa grande e macabra montagem se percebe - afirma o autor - a cumplicidade de diferentes Chefes de Estado, que sabiam que Hugo Chávez nunca esteve no Hospital Militar 'Dr. Carlos Arvelo', de Caracas, mas que sua morte ocorreu em Havana, após sua intervenção cirúrgica em dezembro de 2012.
Em sua investigação que resultou neste livro, Pablo Medina diz que os restos mortais de Chávez não estão no “El Quartel de la Montaña”, nem no cemitério ao lado de sua avó Rosa Inés, em seu estado natal de Barinas. O cadáver do caudilho simplesmente evaporou em Havana. 
No decorrer da obra, Medina analisa as implicações políticas, econômicas, territoriais e militares desse caso advertindo para o perigo que isso representa para a Venezuela, assim como para a comunidade 

fonte: http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2014/07/livro-bomba-revela-hipocrisia-e-traicao.html