sexta-feira, 28 de agosto de 2015

DILMA,LULA,PT E ALIADOS QUEBRARAM O BRASIL: PIB recua 1,9% no 2º tri e Brasil entra em recessão

Na comparação com o segundo trimestre de 2014, a queda do PIB brasileiro foi de 2,6%(Germano Luders/VEJA)










No primeiro trimestre a economia brasileira havia recuado 0,7%. Com dois trimestres seguidos de baixa, país entra em recessão
O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil teve queda de 1,9% no segundo trimestre de 2015, em relação aos três meses anteriores, fazendo a economia do país entrar oficialmente em recessão, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No primeiro trimestre do ano, o PIB caiu 0,7% (dado revisado). Na comparação com o segundo trimestre de 2014, a queda foi de 2,6%. Foram os piores resultados desde o primeiro trimestre de 2009 tanto na comparação trimestral como na anual. Além disso, a queda foi mais acentuada do que a esperada por analistas. Pesquisa feita pela agência Reuters apontava recuo de 1,7% entre abril e junho na comparação trimestral e de 2% na comparação anual.
O PIB é analisado pelos economistas sob duas óticas distintas: a da oferta, representada pelo setor produtivo (agropecuária, indústria e serviços) e a da demanda, representada por investimentos, consumo das famílias, gastos do governo e balança comercial (exportações menos importações).

Do lado da oferta, o destaque do desempenho pífio no ano foi para a queda de 4,3% da indústria na comparação com o primeiro trimestre. Já a agropecuária recuou 2,7%. O setor de serviços mostrou baixa de 0,7%. Essa fatia da economia do país é altamente influenciada pelo mercado de trabalho. Com o desemprego em trajetória de alta, o setor de serviços é penalizado porque há menos capital disponível para consumo.



FONTE: http://veja.abril.com.br/noticia/economia/pib-recua-19-no-2-tri-e-brasil-entra-em-recessao


QUEDA DO PIB MOSTRA QUE O BRASIL MERGULHOU EM RECESSÃO
PIB DE -1,9% ATESTA RECESSÃO E FRACASSO DA POLÍTICA ECONÔMICA

A queda de 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, no segundo trimestre de 2015, em relação aos três meses anteriores, atesta que a economia do País está em recessão - ou o que os economistas chamam de "recessão técnica". No primeiro trimestre do ano, o PIB já havia caído 0,7%.
Isso mostra a falência da política econômica do governo Dilma, que registrou gastos de cerca de R$ 80 bilhões sem cobertura orçamentária, durante o ano eleitoral de 2014, comprometedo a capacidade do Brasil de suportar o rombo.
Em relação ao segundo trimestre de 2014, a baixa foi ainda maior, de 2,6%. Em valores correntes, o PIB no segundo trimestre do ano alcançou R$ 1,43 trilhão.
Os números foram divulgados nesta sexta-feira (28) pelo IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.
FONTE:  http://www.diariodopoder.com.br/noticia.php?i=38614466332