sexta-feira, 9 de outubro de 2015

FRUSTRAÇÃO NO BRASIL REPERCUTE NO MUNDO!



"A festa acabou no Brasil", diz Libération


A realidade é que a presidente só tem 8% de aprovação e é a chefe de Estado mais impopular do Brasil em 25 anos, conclui o 
Libération.
A imprensa francesa volta a comentar a crise no Brasil nesta segunda-feira (5). O jornalLibération dedica duas páginas à degringolada da economia brasileira. A ilustração da matéria é uma imagem da presidente Dilma Rousseff de cabeça baixa, sob o título: "No Brasil, a festa acabou".
De agosto de 2014 a agosto de 2015, um milhão de brasileiros perderam o emprego, num processo que começou com a revelação do escândalo de corrupção na Petrobras. A taxa de desemprego, que era de 6,5%, passou a 8%. Libération questiona como o Brasil, uma estrela do Brics, o grupo de países emergentes com taxa de crescimento acelerado, caiu nesse buraco.
Libération relata todos os problemas que os brasileiros estão enfrentando: inflação em alta, juros estratosféricos, insolvência, aumento de impostos, queda da atividade industrial, desemprego em massa. 
Os cortes nas despesas do governo dependem de aprovação pelo Congresso. Dilma tenta reconstruir a aliança com o PMDB para aprovar medidas amargas. 




Por outro lado,  o diário francês Les Echos destaca o temor dos investidores no Brasil com uma crise econômica de longa duração. O jornal diz que o país passa por uma "crise de realidade".
"O país está mergulhado na recessão e as previsões de uma queda de 2,44% do PIB este ano, bem acima do 1,5% previsto, e da inflação acima de 9%, provocam um verdadeiro "frio na espinha" dos investidores", escreve o diário francês.

A foto de um boneco representando o ex-presidente Lula vestido de prisioneiro na manifestação em Brasília ilustra a reportagem nas páginas internas do Le Figaro. informando que as manifestações tem mobilizado milhares de brasileiros e que foram à ruas mostrarando sua revolta com as revelações da operação Lava Jato.
Segundo o artigo, a presidente do Brasil "parece paralisada" e o PT não consegue mais mobilizar suas bases populares. 

Em entrevista ao Le Figaro, o cientista político Maurício Santoro da Universidade do Rio de Janeiro afirma que a presidente Dilma"virou refém de um programa que não é mais dela", mas que se tornou a única possibilidade de concluir seu mandato.

Para Meirelles, o país atravessa uma crise econômica, ética e moral, mas a novidade, segundo o diretor do Data Popular, é a falta de perspectiva. "Os brasileiros estão perdidos, eles não conseguem se projetar. Eles querem alguém capaz de oferecer um futuro", diz.

REAGE BRASIL!


FONTE: RFI - PORTUGUES DO BRASIL.
fonte: http://cironovaesfernandes.blogspot.com.br/2015/10/frustracao-no-brasil-repercute-no-mundo.html?spref=fb