terça-feira, 28 de julho de 2015

Após culpar “crise externa” inexistente, Dilma responsabiliza Lava-Jato por queda do PIB A culpa é deles, sempre deles!

Deu no GLOBO: Dilma responsabiliza Lava-Jato por queda de um ponto percentual no PIB

Durante reunião com 12 ministros e o vice-presidente Michel Temer, na tarde desta segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff responsabilizou a Operação Lava-Jato por parte da queda do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano. Ao discorrer sobre as dificuldades econômicas que o país enfrenta, a presidente citou a operação da Polícia Federal, dizendo que esta provocou uma queda de um ponto percentual no PIB. O comentário, segundo dois ministros que estavam na reunião, ocorreu logo após uma longa explanação de Nelson Barbosa (Planejamento) sobre o cenário econômico e as perspectivas “sombrias” se as medidas do pacote de ajuste fiscal não forem aprovadas pelo Congresso.
— Para vocês terem uma ideia, a Lava-Jato provocou uma queda de um ponto percentual no PIB brasileiro — afirmou Dilma.
A presidente não teria dado detalhes do cálculo e, em seguida, emendou a necessidade de apoio da base aliada no Congresso aos projetos encaminhados pelo governo.
É o fim da picada! Dilma é daquelas que, quando criança e pega com a boca na botija, sempre apontava o dedo para os outros. A culpa nunca era dela! Primeiro, a presidente insistiu na tese furada de que nossos problemas são frutos da “crise externa” inexistente. Como já cansei de mostrar aqui, não há essa tal crise, e os países emergentes estão em situação muito melhor do que o Brasil, crescendo mais e com bem menos inflação. A crise é “made in Brazil” mesmo.
Mas agora eis que a presidente resolve responsabilizar a… Justiça! Ou seja: se ao menos a corrupção continuasse rolando livre, leve e solta, a economia estaria crescendo mais (ou caindo menos). A lógica é perversa: combater a impunidade faz mal à economia. É a mensagem implícita na fala da presidente. É temerário. É assustador. E é falso!
Claro que a apreensão dos corruptos, especialmente no setor das empreiteiras, pode travar alguns negócios. Mas isso está longe de explicar a crise brasileira. Estamos com uma economia em frangalhos e elevada inflação basicamente pelas trapalhadas do governo petista, pela “nova matriz macroeconômica”, pelo modelo desenvolvimentista pregado por sua equipe e seus gurus da Unicamp.
A Lava-Jato é apenas a cereja do bolo, e é uma cereja muito bem-vinda, apreciada por todos os brasileiros cansados da impunidade e da sua consequência, a corrupção desenfreada. Os “donos do poder” abusaram por tempo demais desse clima de impunidade. Chegou a hora de dar um basta. Não é isso que está “travando” o Brasil, e sim o próprio governo Dilma, inoperante, incompetente, sem credibilidade, cínico e mentiroso, fragilizado politicamente, sem articulação e sem coragem para efetivamente mudar o rumo e admitir os próprios equívocos.
Entre a Lava-Jato e a própria presidente Dilma, quem o brasileiro prefere? A resposta está dada nas pesquisas e nas ruas. Que saia Dilma, e que a Lava-Jato continue seu importante trabalho republicano!
Rodrigo Constantino


fonte: http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/corrupcao/apos-culpar-crise-externa-inexistente-dilma-responsabiliza-lava-jato-por-queda-do-pib/




 16 de agosto junte se a nós nas ruas de todo o Brasil.
Confirme sua presença: